Teores de nutrientes no milheto como cobertura de solo

Authors

  • Nericlenes Chaves Marcante Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
  • Marcos Antonio Camacho Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
  • Francisco Pereira Paredes Junior Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Abstract

No Brasil, o milheto é uma gramínea muito cultivada na entressafra, constituindo-se como a principal cobertura vegetal usada no sistema de plantio direto na região do Cerrado. Seu sistema radicular profundo permite ciclagem de nutrientes em quantidades consideráveis, deixando-os disponíveis as culturas subseqüentes. O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a produção de fitomassa seca e os teores de N, P, Ca, Mg e S presentes na biomassa do milheto, cultivado como cobertura de solo, sendo o estudo conduzido na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade Universitária de Aquidauana, no ano agrícola de 2008/09, com clima classificado como Aw (tropical úmido), utilizando-se a variedade de milheto BN-2, semeado em agosto de 2008. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos inteiramente casualizados com cinco repetições. As amostras das plantas de milheto, após serem secas em estufas, foram moídas e submetidas à análises para determinação dos teores de nutrientes. A produção de fitomassa seca da parte área do milheto, devido às condições climáticas desfavoráveis ocorridas na época foi considerada baixa. O nitrogênio, fósforo e enxofre foram encontrados em maiores teores nos estádios iniciais da cultura e decaíram conforme a cultura foi completando seu ciclo. O cálcio manteve um teor linear a partir do E5, já o magnésio não sofreu variação com relação ao seu teor.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2011-05-02

How to Cite

MARCANTE, N.C., CAMACHO, M.A. and PAREDES JUNIOR, F.P., 2011. Teores de nutrientes no milheto como cobertura de solo . Bioscience Journal [online], vol. 27, no. 2, pp. 196–204. [Accessed7 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7564.

Issue

Section

Agricultural Sciences