Desempenho agronômico de espécies tradicionais e inovadoras da agricultura em semeadura de sucessão e entressafra no cerrado do planalto central brasileiro

Authors

  • Carlos Roberto Spehar Universidade de Brasília
  • Ronaldo Trecenti Campo Consultoria e Agronegócios

Abstract

Avaliou-se o desempenho agronômico de sorgo, milho, milhetos, aveia preta, trigo, cevada, braquiária, nabo forrageiro, amaranto, quinoa, kenaf, gergelim, girassol, girassol selvagem, guandu e Crotalaria spectabilis, em semeadura após o cultivo de primavera-verão e na entressafra, irrigada, em solos anteriormente sob Cerrado, no Planalto Central. O estudo objetivou a produção de biomassa para proteção e manejo do solo, forragem para sistemas integrados de lavoura e pecuária e de grãos e outras matérias-primas com valor agregado. Os experimentos foram conduzidos em três locais, no delineamento de blocos ao acaso, com genótipos previamente selecionados. As comparações se basearam nos seguintes parâmetros: ciclo (número de dias entre emergência e maturação), altura de plantas e produção de grãos e de biomassa. Exceto gergelim, os demais tratamentos apresentaram produções consideráveis de biomassa em sucessão. A diferença entre os dois locais pode ser atribuída às variações na fertilidade do solo. Algumas espécies mostraram maior estabilidade, como Brachiaria brizantha, sorgo, milheto e kenaf. A elevada produção de biomassa na entressafra irrigada indicou não haver efeito de fotoperíodo, exceto gergelim. Os resultados indicam potencial de agregação de valor a espécies pouco exploradas na agricultura brasileira como amaranto, quinoa e kenaf. PALAVRAS-CHAVE: genótipo, grãos, biomassa, forragem, matéria-prima valor agregado

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2011-02-28

How to Cite

SPEHAR, C.R. and TRECENTI, R., 2011. Desempenho agronômico de espécies tradicionais e inovadoras da agricultura em semeadura de sucessão e entressafra no cerrado do planalto central brasileiro . Bioscience Journal [online], vol. 27, no. 1, pp. 102–111. [Accessed7 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7250.

Issue

Section

Agricultural Sciences