Curva de crescimento e acúmulo de matéria seca em couve-flor cultivada em substrato

Authors

  • Ancélio Ricardo de Oliveira Gondim Instituto Federal do Ceará
  • Renato de Mello Prado Universidade Estadual Paulista
  • Marcus André Ribeiro Correia Universidade Estadual Paulista
  • Adriana Ursulino Alves Universidade Federal Piauí
  • Arthur Bernardes Cecílio Filho Universidade Estadual Paulista
  • Lucas Sanches Politi Universidade Estadual Paulista

Abstract

Com o objetivo de avaliar curva de crescimento e acúmulo de matéria seca na couve-flor cultivada em substrato, um experimento foi conduzido em casa de vegetação da UNESP, Campus de Jaboticabal, SP. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com seis tratamentos e cinco repetições. Os tratamentos foram constituídos pelas épocas de amostragem (20; 30; 40; 50; 60 e 70 dias após o transplante). Avaliou-se a altura das plantas, o número de folhas, o diâmetro do caule, a área foliar, a matéria seca da parte aérea, da raiz e planta inteira. O máximo acúmulo de massa seca ocorre aos 70 (DAT), sendo de 87 g por planta. O híbrido de couve Verona apresenta crescimento inicial lento, intensificando-se a partir dos 30 dias após o transplante. O máximo acúmulo de massa seca total por planta foi de 87g, sendo a participação das folhas de 53,8%, caule de 9,9%, inflorescência de 30,7% e das raízes 6,5%.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2011-02-28

How to Cite

DE OLIVEIRA GONDIM, A.R., PRADO, R. de M., RIBEIRO CORREIA, M.A., ALVES, A.U., CECÍLIO FILHO, A.B. and POLITI, L.S., 2011. Curva de crescimento e acúmulo de matéria seca em couve-flor cultivada em substrato . Bioscience Journal [online], vol. 27, no. 1, pp. 88–94. [Accessed3 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7249.

Issue

Section

Agricultural Sciences