Condutividade elétrica na produção e nutrição de alface em sistema de cultivo hidropônico NFT

Authors

  • Ancélio Ricardo de Oliveira Gondim Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Milton Edgar Pereira Flores Universidade Federal de Viçosa
  • Hermínia Emília Prieto Martinez Universidade Federal de Viçosa
  • Paulo César Rezende Fontes Universidade Federal de Viçosa
  • Paulo Roberto G. Pereira Universidade Federal de Viçosa

Abstract

RESUMO: As soluções nutritivas utilizadas nos cultivos hidropônicos de alface, têm condutividades elétricas variando de 1,4 a 2,5 mS cm-1. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diferentes condutividades elétricas na produtividade da variedade BR 303 de alface. O experimento foi realizado em casa de vegetação no Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Viçosa (UFV), entre março e junho de 2005, com 4 tratamentos em delineamento inteiramente casualizado com seis repetições. Nos tratamentos foram alocados os tipos de soluções nutritivas, obtidos por diferentes concentrações (0,5; 1,0; 2,0 e 4,0 mS cm-1). Foram avaliados as características de crescimento, matéria seca e o teor de nutrientes. A condutividade elétrica de 2,6 mS cm-1 apresentou produção máxima de 1.277,35 g por planta, apesar de inibir o crescimento radicular. A salinidade de 4 mS cm-1 afetou a relação raiz parte aérea reduzindo em 47%.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2010-12-28

How to Cite

GONDIM, A.R. de O., FLORES, M.E.P., MARTINEZ, H.E.P., FONTES, P.C.R. and PEREIRA, P.R.G., 2010. Condutividade elétrica na produção e nutrição de alface em sistema de cultivo hidropônico NFT . Bioscience Journal [online], vol. 26, no. 6, pp. 894–904. [Accessed10 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7228.

Issue

Section

Agricultural Sciences