Desempenho de gotejadores utilizando água de baixa qualidade química e biológica

Authors

  • Cristiani Campos Martins Busato Universidade Federal de Viçosa
  • Antonio Alves Soares Universidade Federal de Viçosa

Abstract

Esse trabalho objetivou identificar os principais fatores de entupimento em três modelos de tubogotejadores (M1, M2 e M3), caracterizar a qualidade da água utilizada na irrigação, bem como verificar os gêneros de bactérias causadoras de entupimento. Avaliou-se a uniformidade de aplicação de água, por meio da vazão e do Coeficiente de Uniformidade Estatístico (Us). Conclui-se que todos os parâmetros de qualidade da água analisados encontravam-se dentro dos padrões desejados, com exceção do ferro. Foram identificadas ferrobactérias dos gêneros Gallionella e Leptpthrix nos tubogotejadores. Após 700 h de funcionamento do sistema, a vazão dos tubogotejadores M1 e M2 reduziu 26,13 e 27,4%, respectivamente, e o modelo M3 apresentou um incremento de 1%. Os valores de Us apresentaram reduções de 28,35; 16,25 e 12,5% para os modelos M1, M2 e M3, respectivamente.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2010-10-27

How to Cite

BUSATO, C.C.M. and SOARES, A.A., 2010. Desempenho de gotejadores utilizando água de baixa qualidade química e biológica . Bioscience Journal [online], vol. 26, no. 5, pp. 739–746. [Accessed5 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7174.

Issue

Section

Agricultural Sciences