Avaliação da esporulação de Bionectria ochroleuca em diferentes meios de culturas

Authors

  • Haroldo Antunes Chagas Universidade Estadual Paulista
  • Daniel Dias Rosa Universidade Estadual Paulista
  • Marco Antonio Basseto Universidade Estadual Paulista
  • Mauricio Dutra Zanotto Universidade Estadual Paulista
  • Edson Luiz Furtado Universidade Estadual Paulista

Abstract

O controle biológico de uma doença fúngica consiste no emprego de um organismo (predador, parasita ou patógeno) que afete o outro fungo que esteja causando danos econômicos. Dentre os possíveis agentes de biocontrole, um fungo vem se destacando como promissor, sendo conhecido como Clonostachys rosea, forma assexuada de Bionectria ochroleuca. Para isto há a necessidade da produção in vitro deste fungo, para poder ser usado como antagonista de fungos fitopatogênicos. Efetuou-se ensaios objetivando verificar meio de cultura que melhor favorece-se a produção de conídios pelo fungo. O trabalho foi realizado no Setor de Defesa Fitossanitária, do Departamento de Produção Vegetal, FCA - UNESP, campus Botucatu. Foi utilizado o isolado CCR64 (EMBRAPA-CNPMA).Os meios de culturas testados foram: BDA; Aveia-agar; Mazeina-agar; Arroz-agar; V8-5%; V8-10%; V8-20%; TJ-5%; TJ-10; TJ-20%. A esporulação do fungo, nos diferentes meios de culturas, foi avaliada no 8Ëš dia de incubação. Os dados foram analisados utilizando método de comparação entre médias, através do teste Tukey a 5% de probabilidade, sendo os dados transformados para (X+1)0,5. Todos os meios de culturas testados se mostraram aptos para a produção de conídios, verificou-se que o melhor meio para produção de conídios de Bionectrai ochroleuca é o TJ-5%, seguido do TJ-20%, com uma esporulação média de 3,5 x106 conídios/mL.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2010-07-01

How to Cite

CHAGAS, H.A., ROSA, D.D., BASSETO, M.A., ZANOTTO, M.D. and FURTADO, E.L., 2010. Avaliação da esporulação de Bionectria ochroleuca em diferentes meios de culturas . Bioscience Journal [online], vol. 26, no. 3, pp. 334–338. [Accessed6 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7084.

Issue

Section

Agricultural Sciences