Ocupação de ninhos-armadilha por Centris (Hemisiella) tarsata Smith, 1874 E Centris (Hemisiella) vittata Lepeletier, 1841 (Hymenoptera: Apidae: Centridini) em áreas de cerrado

Authors

  • Thatiana Martins dos Santos Mesquita, Alice Maria Guimarães Fernandes Vilhena UFU
  • Solange Cristina Augusto UFU

Keywords:

abelhas solitárias, polinização aplicada, aceroleira, manejo

Abstract

Dentre as abelhas solitárias brasileiras que nidificam em ninhos-armadilha, as espécies de Centris são as mais freqüentes. Espécies desse gênero são importantes polinizadores de plantas nativas e cultivadas como a aceroleira (Malpighia emarginata). Estudos sobre a nidificação desses polinizadores são importantes para traçar alternativas de manejo dessas abelhas. Nesse sentido, o presente trabalho objetivou verificar a porcentagem de ocupação e estrutura dos ninhos-armadilha utilizados por Centris (Hemisiella) tarsata e Centris (Hemisiella) vittata. O estudo foi conduzido em duas áreas do Triângulo Mineiro, onde foram utilizados gomos de bambu como ninhos-armadilha, inspecionados mensalmente, de janeiro a outubro de 2006. Foram registradas 35 fundações de C. tarsata e 12 de C. vittata. As espécies nidificaram preferencialmente na estação quente e chuvosa. O comprimento do ninho de C. tarsata variou de 1,5 a 11,4 cm (5,05±3,26), apresentando de uma a dez células. Para C. vittata, o comprimento do ninho variou de 4,7 a 20,5 cm (10,7±4,85), apresentando de duas a nove células. As nidificações de C. tarsata ocorreram em ninhos-armadilha com 0,54 a 1,69 cm de diâmetro e as de C. vittata de 1,06 a 1,87 cm. Ambas construíram suas células com uma mistura de areia e óleo e dispostas linearmente, exceto C. tarsata que também apresentou ninhos com duas fileiras paralelas de células. Visto que essas espécies são polinizadoras da aceroleira, a introdução de ninhos-armadilha próximos às áreas de cultivo, com diâmetros variando entre 0,5 e 1,8 cm, pode incrementar a população desses polinizadores e aumentar as taxas de polinização natural.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Thatiana Martins dos Santos Mesquita, Alice Maria Guimarães Fernandes Vilhena, UFU

Possui graduação em Ciências Biológicas (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente cursa Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais na referida universidade. Tem experiência na área de Ecologia, atuando principalmente nos seguintes temas: ecologia e comportamento de abelhas e biologia da nidificação de abelhas solitárias.

Solange Cristina Augusto, UFU

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1989), mestrado (1993) 3 doutorado (1999) pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Riebrião Preto, USP. Atualmente é professora adjunto da Universidade Federal de Uberlândia. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Comportamento Animal, tendo como principal linha de pesquisa a ecologia e comportamento de abelhas solitárias e facultativamente sociais.

Published

2009-10-30

How to Cite

ALICE MARIA GUIMARÃES FERNANDES VILHENA, T.M. dos S.M. and AUGUSTO, S.C., 2009. Ocupação de ninhos-armadilha por Centris (Hemisiella) tarsata Smith, 1874 E Centris (Hemisiella) vittata Lepeletier, 1841 (Hymenoptera: Apidae: Centridini) em áreas de cerrado . Bioscience Journal [online], vol. 25, no. 5. [Accessed4 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7009.

Issue

Section

Biological Sciences