Adaptabilidade e estabilidade de genótipos de soja em Goiás no ano 2004/2005

Authors

  • Poliana Borges Franco UFU
  • Osvaldo Toshiyuki Hamawaki UFU

Keywords:

Adaptabilidade, Estabilidade, Genótipos de soja.

Abstract

Este trabalho teve o objetivo de avaliar a performance de linhagens de soja, provindas do Programa de Melhoramento Genético de Soja da Universidade Federal de Uberlândia, em testes regionais de avaliação de linhagens, nos municípios de Goiatuba, Rio Verde, Bela Vista, Campo Alegre e Porangatu, no Estado de Goiás. Foram avaliadas 27 linhagens de ciclo tardio e tendo como testemunhas as cultivares M-Soy 8866, Garantia, M-Soy 8800, Chapadões e M-Soy 8411, semeadas no ano agrícola de 2004/2005. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com 3 repetições. Foram testados 32 genótipos em cada um dos cinco locais. A parcela foi similar em todos os experimentos, sendo formada por quatro fileiras de 5 metros de comprimento, espaçadas 0,45m entre fileiras. O caractere avaliado foi: produtividade de grãos (PG). As metodologias que quantificam a adaptabilidade e/ou estabilidade fenotípica utilizadas foram regressão linear simples de Eberhart e Russell; regressão linear bissegmentada de Cruz; Torres e Vencovsky. A interpretação que melhor atendeu aos objetivos do melhoramento foi a da metodologia de Eberhart e Russell, destacando a linhagem 9, por reunir boa produtividade de grãos, adaptabilidade e estabilidade nos locais de teste.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2009-06-18

How to Cite

BORGES FRANCO, P. and TOSHIYUKI HAMAWAKI, O., 2009. Adaptabilidade e estabilidade de genótipos de soja em Goiás no ano 2004/2005. Bioscience Journal [online], vol. 25, no. 3. [Accessed17 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6919.

Issue

Section

Artigos