Alterações anatomohistopatológicas no coração de cães com cinomose

Authors

  • Christina de Siqueira Mendonça
  • Humberto Eustaquio Coelho

Keywords:

Cão, Cinomose, Dilatação, Cardíaca, Miocárdio, Nó sinoatrial.

Abstract

A cinomose é uma doença viral multissistêmica, altamente contagiosa e severa dos cães e carnívoros selvagens, que tem sido observada em diversas partes do mundo. É a moléstia mais prevalente em cães, causando maiores índices de morbidade e mortalidade que qualquer outro vírus que infecte os cães. Embora outros agentes virais tenham o potencial de causar miocardite, poucos foram comprovados clínica ou experimentalmente no cão. O presente trabalho teve como objetivo avaliar as alterações anatomohistopatológicas ocorridas no coração, particularmente na região do miocárdio atrial e nó sinoatrial de cães não vacinados, naturalmente infectados com o vírus da cinomose. Foram utilizados 35 cães, 22 machos e 13 fêmeas, de várias raças (Sem Raça Definida, Poodle, Rottweiler, Pastor Alemão, Fila Brasileiro, Pinscher, Dog Alemão, Dachshund) com idades variando de dois meses a oito anos e sorologicamente positivos para cinomose. Realizou-se a observação macroscópica dos 35 corações coletados, avaliando-se a morfologia do órgão. Para a avaliação histológica foram coletados fragmentos cardíacos da região atrial na base da veia cava cranial na altura do nó sinoatrial. A avaliação macroscópica do coração dos 35 animais revelou dilatação cardíaca em 34 casos (97,14%) e somente um (2,85%) apresentava aspecto macroscópico normal. Todos os 35 cães estudados apresentaram lesões histológics no miocárdio atrial e nó sinoatrial que compreendiam: infiltração linfocitária, infiltração gordurosa, degeneração hialina e hemorragia.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2007-06-19

How to Cite

DE SIQUEIRA MENDONÇA, C. and EUSTAQUIO COELHO, H., 2007. Alterações anatomohistopatológicas no coração de cães com cinomose. Bioscience Journal [online], vol. 22, no. 3. [Accessed21 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6818.