Reação de dez progênies de maracujá-azedo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deneger) e do maracujá-doce (Passiflora alata Dryand) à raça 1 de Meloidogyne incognita

Authors

  • Renata Dario El-Moor
  • Jose Ricardo Peixoto
  • Maria Lucrecia Gerosa Ramos
  • Jean Kleber de Abreu Mattos

Keywords:

Passiflora edulis, Progênies, Nematóide, Meloidogyne incognita.

Abstract

O nematóide das galhas causa perdas econômicas para a cultura do maracujazeiro. Esse experimento apresenta a reação de dez progênies de maracujazeiro azedo (Havaiano, Marília Seleção Cerrado, Redondão, Roxo Fiji x Marília, MAR 20#19, MAR 20#32, MAR 20#42, MAR 20#43, MAR 20#45, MAR 20#58) e do maracujazeiro doce, à raça 1 de Meloidogyne incognita. O experimento foi conduzido sob condição de casa de vegetação. Mudas de 30 dias foram inoculadas com 1.200 ovos/planta de M. incognita (raça 1). Noventa dias após a inoculação, foram avaliados o crescimento vegetativo e o número de galhas por planta. As progênies MAR 20#19, MAR 20#32, MAR 20#42, MAR 20#43, MAR 20#45, Marília Seleção Cerrado (MSC), Redondão e híbrido F1 (Roxo Fiji x Marília) foram moderadamente resistentes à raça 1 de M. incognita. Por outro lado, as progênies Havaiano e MAR 20#58 foram moderadamente susceptíveis, apresentando 65,48% e 43,83% de galhas/planta, respectivamente, em relação à testemunha. Aparentemente, as progênies mais vigorosas mostraram-se mais resistentes, enquanto as progênies menos vigorosas mostraram-se mais susceptíveis ao nematóide.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2007-06-19

How to Cite

DARIO EL-MOOR, R., RICARDO PEIXOTO, J., LUCRECIA GEROSA RAMOS, M. and KLEBER DE ABREU MATTOS, J., 2007. Reação de dez progênies de maracujá-azedo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deneger) e do maracujá-doce (Passiflora alata Dryand) à raça 1 de Meloidogyne incognita. Bioscience Journal [online], vol. 22, no. 3. [Accessed21 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6809.