Queima do canavial: aspectos sobre a biomassa vegetal, fertilidade do solo e emissão de CO2 para atmosfera

Authors

  • Tadeu Alcides Marques UNOESTE
  • Carlos Guilherme Sasso Unoeste
  • Agnaldo Massao Sato UNOESTE
  • Gustavo Maia Souza UNOESTE

Keywords:

Cana-de-acucar, queimada, emissao de CO2

Abstract

O objetivo do trabalho foi avaliar se as mudancas que ocorrem no solo, na planta e na atmosfera apos a pratica da queimada sao significativamente detectadas. Para tanto, foram coletadas amostras de solo e da planta em duas situacoes (tratamentos) pre e pos-queima. As areas padronizadas foram referenciadas como talhoes e foram repetidas cinco vezes, para cada talhao foram realizadas cinco amostras. Contudo, estimou-se a emissao de CO2 utilizando dados referentes aos tratamentos. Todos os dados foram submetidos a analise de variancia (ANOVA, p<0,05) e ao teste de comparacao de medias Tukey (p<0,05) e analisados por analise multivariada por componentes principais (PCA). Na analise multivariada houve uma divisao clara entre os dados da pre e pos-queima. Os dados mostraram que antes da queima apenas a variavel folhas apresentou variacoes nos talhoes padronizados e que posterior a queima estas diferencas para as folhas desapareceram. Com relacao a comparacao da pre e da pos-queima, as variaveis de biomassa (folhas, ponteiros, colmos e % MS de folhas) apresentaram diferencas estatisticas. Entretanto, as variaveis % de MS do ponteiro (%ponteiro) e brix corrigido nao apresentaram diferencas quando comparadas a pre e a pos-queima. O resultado do calculo da quantidade de CO2 emitida pela queima das folhas foi de 3,89 Mg ha-1 e devido a queima dos ponteiros mais 0,92 Mg ha-1 de CO2 foram lançadas na atmosfera, totalizando 4,81 Mg ha-1 de CO2 totais. Nos dados de materia organica (MO), Mn, Cu e B foram observadas diferencas estatisticas de teores quando comparados antes e apos a queima. O trabalho concluiu que a queima da cana promove reducao de folhas, ponteiros e colmos em 92,48%, 33,52% e 30,70% respectivamente. No solo ocorreu um acrescimo da materia organica de 16,19%, reducao de manganes em 21,04%, de cobre em 19,32% e de boro em 30,56%. Na atmosfera ocorre emissao de 4,8 Mg ha-1 de CO2.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Tadeu Alcides Marques, UNOESTE

Prof. Dr. Tecnologia de Cana, Acucar e Alcool Faculdade de Ciencias Agrarias - UNOESTE Rod Raposo Tavares km572 Presidente Prudente SP Brasil 19067175 tel: 55 18 32292077 r220/221 Mestrado Agronomia cel: 55 18 9736 7555

Carlos Guilherme Sasso, Unoeste

Mestrando em Producao vegetal - UNOESTE Faculdade de Ciencias Agrarias - UNOESTE Rod Raposo Tavares km572 Presidente Prudente SP Brasil 19067175

Agnaldo Massao Sato, UNOESTE

Mestrando em Producao vegetal - UNOESTE Faculdade de Ciencias Agrarias - UNOESTE Rod Raposo Tavares km572 Presidente Prudente SP Brasil 19067175

Gustavo Maia Souza, UNOESTE

Prof. Dr. Fisiologia vegetal Faculdade de Ciencias Agrarias - UNOESTE Rod Raposo Tavares km572 Presidente Prudente SP Brasil 19067175 tel: 55 18 32292077 r220/221 Mestrado Agronomia cel: 55 18 9736 7555

Published

2009-02-27

How to Cite

ALCIDES MARQUES, T., GUILHERME SASSO, C., MASSAO SATO, A. and MAIA SOUZA, G., 2009. Queima do canavial: aspectos sobre a biomassa vegetal, fertilidade do solo e emissão de CO2 para atmosfera. Bioscience Journal [online], vol. 25, no. 1. [Accessed7 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6796.

Issue

Section

Artigos