Origens e distribuições dos nervos obturatórios em fetos fêmeas de bovinos azebuados

Authors

  • Renata Lima de Miranda UFU
  • Frederico Ozanam Carneiro e Silva UFU
  • Renato Souto Severino UFU
  • Rondino das Chagas Gonçalves UFU
  • Sérgio Salazar Drummond

Keywords:

Origens, Distribuicoes, Nervos obturatorios, Bovinos.

Abstract

Um dos fatores que contribui para aumentar os índices produtivos da pecuária brasileira é o aumento das taxas de concepção e número de bezerros nascidos. Danos traumáticos induzidos pelo feto levam a lesão no nervo obturatório e paralisação pós-parto da vaca. Logo, trinta fetos fêmeas de bovinos azebuados foram estudados com o objetivo de determinar a origem e distribuição dos nervos obturatórios. Foram usadas técnicas anatômicas usuais de fixação em solução aquosa de formol a 10%, a fim de preparar o material para posterior dissecação. O nervo obturatório originou-se dos ramos ventrais dos nervos espinhais L5 e S1 (em 6,66%), L5, L6 e S1 (em 56,66%), L5 e L6 (em 23,33%) e L6 e S1 (em 13,33%) e distribuiu-se, em todos os exemplares, nos músculos obturadores interno e externo, pectíneo, grácil e adutor. Não houve diferenças estatísticas entre as origens e os ramos dos nervos obturatórios enviados aos antímeros esquerdo e direito de fetos fêmeas de bovinos azebuados.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2008-01-02

How to Cite

LIMA DE MIRANDA, R., OZANAM CARNEIRO E SILVA, F., SOUTO SEVERINO, R., DAS CHAGAS GONÇALVES, R. and SALAZAR DRUMMOND, S., 2008. Origens e distribuições dos nervos obturatórios em fetos fêmeas de bovinos azebuados. Bioscience Journal [online], vol. 23, no. 4. [Accessed3 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6700.

Issue

Section

Artigos