Comportamento de cultivares de soja no Sul do Estado do Tocantins

Authors

  • Joenes Mucci Peluzio UFT
  • Denisson Almeida Junior UFT
  • Eduardo Rodrigues Francisco UFT
  • Rodrigo Ribeiro Fidelis UFT
  • Luiz Henrique Martins Richter UFT
  • Celso Almir Martins Richter UFT
  • Vitor Silva Barbosa UFT

Keywords:

Glycine max, Estabilidade Fenotípica

Abstract

Com o intuito de se avaliar a estabilidade de comportamento de sete cultivares de soja, quanto a produção de grãos, segundo a metodologia proposta por Eberhart e Russell (1966), foram realizados oito ensaios de competição de cultivares no ano agrícola 2002/03 no Sul do Estado do Tocantins, sendo quatro no município de Gurupi e quatro em Alvorada. Cada ensaio representou um ambiente. Todos os cultivares apresentaram coeficiente de regressão (ß1i) igual à unidade, com exceção de M-SOY 8866 que apresentou coeficiente de regressão superior à unidade (ß1i = 1.24). Todos os cultivares apresentaram alta previsibilidade de comportamento, excetuando-se M-SOY 108. Os cultivares BR/EMGOPA 314 e BRS Tracajá podem ser considerados como ideais, por apresentarem média de produção elevada, coeficiente de regressão igual a unidade e alta previsibilidade de comportamento.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2006-05-24

How to Cite

MUCCI PELUZIO, J., ALMEIDA JUNIOR, D., RODRIGUES FRANCISCO, E., RIBEIRO FIDELIS, R., HENRIQUE MARTINS RICHTER, L., ALMIR MARTINS RICHTER, C. and SILVA BARBOSA, V., 2006. Comportamento de cultivares de soja no Sul do Estado do Tocantins. Bioscience Journal [online], vol. 21, no. 3. [Accessed24 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6614.

Issue

Section

Artigos