Barreira placentaria de Calomys callosus (Rodentia, Cricetidae)

Authors

  • Jean Ezequiel Limongi UFU
  • Eloisa Amalia Vieira Ferro UFU

Keywords:

Barreira placentaria, Calomys callosus, Trofoblasto, Placenta.

Abstract

O presente trabalho objetivou caracterizar ultra-estruturalmente a barreira placentária de Calomys callosus. Calomys callosus é um roedor de pequeno tamanho encontrado no cerrado brasileiro, principalmente na região do estado de Goiás. Utilizou-se amostras de placentas entre 15o e 20o dias de gestação. As amostras foram fixadas em glutaraldeído 2,5 % em tampão fosfato 0,1 M pH 7,2 e processadas para inclusão em Epon e análise em microscopia eletrônica de transmissão. A placenta de Calomys callosus é composta pelas regiões de espongiotrofoblasto, células trofoblásticas gigantes e labirinto. No labirinto o sangue materno irriga células trofoblásticas ao passo que o sangue fetal está contido em vasos fetais presentes no mesênquima das trabéculas trofoblásticas. Separando o sangue materno do sangue fetal encontram-se 3 camadas de células trofoblásticas (camadas I, II e III), sendo esta placenta considerada hemotricorial, além do endotélio fetal. Estas camadas constituem a barreira placentária e, a medida que progride a gestação, tornam-se progressivamente mais delgadas. UNITERMOS: Barreira placentária; Calomys callosus; Trofoblasto; Placenta.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2006-04-03

How to Cite

LIMONGI, J.E. and VIEIRA FERRO, E.A., 2006. Barreira placentaria de Calomys callosus (Rodentia, Cricetidae). Bioscience Journal [online], vol. 19, no. 3. [Accessed4 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6473.

Issue

Section

Artigos