EFEITO DO VENENO DE ABELHAS A. mellifera NO DESENVOLVIMENTO DE TUMOR

Authors

  • Ana Paula Mantovani UFU
  • Edimilsa Socorro Araujo UFU
  • Malcon Antonio Manfredi Brandeburgo UFU

Keywords:

Apis mellifera, Veneno, Imunoterapia

Abstract

A imunoterapia aplicada a doenças neoplásicas é baseada na observação de que as células de tumores malignos possuem antígenos de membrana diferentes daqueles encontrados nas células normais em tecidos correspondentes. O veneno de abelhas Apis mellifera, possuindo componentes de alto peso molecular, estimula o sistema imunológico e é considerado um potente alergeno, podendo portanto atuar como imunoterápico. Assim sendo, o objetivo do trabalho foi verificar o efeito da aplicação do veneno de abelhas, inoculado antes ou após o implante do tumor TG-180 na cavidade peritoneal, no desenvolvimento de tumor em camundongos Swiss. Os animais foram divididos em três grupos. O primeiro grupo foi tratado com aplicações subcutâneas de veneno diluído em salina; o segundo grupo foi tratado com salina e o terceiro não tratado. Quarenta e oito horas após o tratamento, o tumor foi inoculado nos camundongos. Após dez dias, o tumor foi puncionado para a contagem do número de células neoplásicas. Numa segunda etapa, a inoculação do veneno foi realizada 48 horas após o implante do tumor, sendo o veneno aplicado por via intraperitoneal e subcutânea. A análise dos resultados seguiu o mesmo procedimento. Com a pré-inoculação do veneno, um número menor de células neoplásicas foi observado na cavidade peritoneal dos animais, enquanto os tratamentos com veneno, após a inoculação do tumor, não apresentaram atividade antitumoral significativa. UNITERMOS: Apis mellifera, Veneno, Imunoterapia

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2006-03-17

How to Cite

MANTOVANI, A.P., ARAUJO, E.S. and MANFREDI BRANDEBURGO, M.A., 2006. EFEITO DO VENENO DE ABELHAS A. mellifera NO DESENVOLVIMENTO DE TUMOR. Bioscience Journal [online], vol. 18, no. 2. [Accessed21 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6423.

Issue

Section

Artigos