Hospitalization of elderly people for conditions sensitive to primary health care in a city in the Triângulo Mineiro

Authors

DOI:

https://doi.org/10.14393/BJ-v37n0a2021-48250

Keywords:

Aging, Family Health Strategy, Hospitalization.

Abstract

This study aimed to analyze the profile of hospitalizations sensitive to primary care in the elderly according to age and sex. This is an ecological study with description of sensitive hospitalizations of elderly residents in the city of Uberaba - MG from 2009 to 2018. The proportion of hospitalizations for sensitive conditions compared to the total number of hospitalizations and the rates of sensitive hospitalizations were analyzed. For the other analyzes, the causes of hospitalization by age and sex were analyzed, and descriptive analyzes were carried out in terms of frequency and percentage. The proportion of sensitive hospitalizations decreased in the period between 2009 and 2016, with the most expressive groups of causes related to the cardiovascular system (heart failure, angina, and cerebrovascular diseases), elderly people aged 80 years and over and male. Ecological studies with public domain data are of fundamental importance in the analysis of the health conditions of the populations and in the direction of the health actions undertaken, especially those carried out by Primary Health Care (PHC).

Downloads

Download data is not yet available.

References

ALFRADIQUE, M.E., et al. Internações por condições sensíveis à atenção primária: a construção da lista brasileira como ferramenta para medir o desempenho do sistema de saúde (Projeto ICSAP – Brasil). Cadernos de Saúde Pública. 2009, 25(6), 1337-1349. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2009000600016

ARRUDA, C., et al. Redes de atenção à saúde sob a luz da teoria da complexidade. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem. 2015, 19(1), 169-173. http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20150023

BALLO, P., et al. Opposite trends in hospitalization and mortality after implementation of a chronic care model-based regional program for the management of patients with heart failure in primary care. BMC Health Services Research. 2018, 18, 388. https://doi.org/10.1186/s12913-018-3164-0

BATISTA, S.S.S., et al. Hospitalizações por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária em municípios goianos. Revista de Saúde Pública. 2012, 46(1), 34-42. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102012005000001

BILLINGS, J. and TEICHOLZ, N. Uninsured patients in District of Columbia hospitals. Health Affairs. 1990, 9(4), 158-165.

BOTELHO, J.F. and PORTELA, M.C. Risco de interpretação falaciosa das internações por condições sensíveis à atenção primária em contextos locais, Itaboraí, Rio de Janeiro, Brasil, 2006-2011. Cadernos de Saúde Pública. 2017, 33(3), e00050915. http://dx.doi.org/10.1590/0102-311x00050915

BRASIL. Portaria nº 221/SAS, de 17 de abril de 2008. Lista Brasileira de Internações Sensíveis à Atenção Primária. Brasília: Secretaria de Atenção à Saúde, 2018. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sas/2008/prt0221_17_04_2008.html

BRASIL. Caderno de diretrizes, objetivos, metas e indicadores: 2013-2015. 2ª ed. Brasília: Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa, Departamento de Articulação Interfederativa, 2014.

BRASIL. DATASUS - Informações de Saúde, Informações demográficas e socioeconômicas. Brasília: Ministério da Saúde, 2016. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html

BRASIL. Portaria 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2017. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html

BRASIL. Sala de Apoio a Gestão Estratégica do Ministério da Saúde. Saúde Mais Perto de Você – Atenção Básica. Equipes de Saúde da Família, 2020. Available from: http://sage.saude.gov.br

CARVALHO, T.C., et al. Impacto da hospitalização na funcionalidade de idosos: estudo de coorte. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. 2018, 21(2), 136-144. http://dx.doi.org/10.1590/1981-22562018021.170143

CHUNG, R.Y., et al. The association between types of regular primary care and hospitalization among people with and without multimorbidity: a household survey on 25,780 Chinese. Scientific Reports. 2016, 6, 29758. http://dx.doi.org/10.1038/srep29758

COVINO, M., et al. A 12-year retrospective analysis of differences between elderly and oldest old patients referred to the emergency department of a large tertiary hospital. Maturitas. 2018, 120, 7-11. https://doi.org/10.1016/j.maturitas.2018.11.011

FERREIRA, J.B.B., et al. Internações por condições sensíveis à atenção primária à saúde em uma região de saúde paulista, 2008 a 2010. Epidemiologia e Serviços de Saúde. 2014, 23(1), 45-56. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742014000100005

GARCIA, L.A.A. Reflexões sobre o processo de migração frente ao envelhecimento populacional (Editorial). Revista Família, Ciclos de Vida e Saúde no Contexto Social. 2017, 5(3), 361. https://doi.org/10.18554/refacs.v5i3.2408

MACIEL, A.G., CALDEIRA, A.P. and DINIZ, F.J.L.S. Impacto da Estratégia Saúde da Família sobre o perfil de morbidade hospitalar em Minas Gerais. Saúde Debate. 2014, 38(special), 319-330. http://dx.doi.org/10.5935/0103-1104.2014S024

MAIA, L.G., et al. Internações por condições sensíveis à atenção primária: um estudo ecológico. Revista de Saúde Pública. 2019, 53(2), 2. http://dx.doi.org/10.11606/S1518-8787.2019053000403

MARQUES, A.P., et al. Internação de idosos por condições sensíveis à atenção primária à saúde. Revista de Saúde Pública. 2014, 48(5), 817-826. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2014048005133

MELO, M.D. and EGRY, E.Y. Determinantes sociais das Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária em Guarulhos, São Paulo. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2014, 48(esp.), 133-140. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420140000600019

NASCIMENTO, W.O., et al. Perfil do idoso com insuficiência cardíaca internado em um hospital de urgência. Cogitare Enfermagem. 2016, 21(4), 1-10. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v21i4.47084

NUNES, B.P., et al. Hospitalização em idosos: associação com multimorbidade, atenção básica e plano de saúde. Revista de Saúde Pública. 2017, 51, 43. https://doi.org/10.1590/S1518-8787.2017051006646

ORGANIZAÇÃO PAN-AMAERICANA DE SAÚDE – OPAS. A atenção à saúde coordenada pela APS: construindo as redes de atenção no SUS. Brasília: OPAS, 2011. Available from: http://www.telessaude.mt.gov.br/Arquivo/Download/2056.

REHEM, T.C.M.S.B., et al. Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária em uma metrópole brasileira. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2013a, 47(4), 884-890. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420130000400016

REHEM, T.C.M.S.B., et al. Registro das internações por condições sensíveis à atenção primária: validação do sistema de informação hospitalar. Revista Latino-Americana de Enfermagem. 2013b, 21(5), 1159-1164. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692013000500020

RODRIGUES-BASTOS, R.M., et al. Internações por condições sensíveis à atenção primária, Minas Gerais, 2000 a 2010. Revista de Saúde Pública. 2014, 48(6), 958-967. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2014048005232

SÁ, F.S., et al. Assessment of primary health care from the perspective of patients hospitalized for ambulatory care sensitive conditions. Family Practice. 2016, 33(3), 243-248. http://dx.doi.org/10.1093/fampra/cmv096

SANTOS, V.C.F., et al. Perfil das internações por doenças crônicas não-transmissíveis sensíveis à atenção primária em idosos da metade sul do RS. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2013, 34(3), 124-131. http://dx.doi.org/10.1590/S1983-14472013000300016

SILVA, R.B.S., et al. Perfil dos pacientes com síndromes coronarianas agudas em um hospital da Região Sul do Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica. 2016, 14(1), 33-37.

SKINNER, H.G., et al. The effects of multiple chronic conditions on hospitalization costs and utilization for ambulatory care sensitive conditions in the United States: a nationally representative cross-sectional study. BMC Health Services Research. 2016, 16, 77. http://dx.doi.org/10.1186/s12913-016-1304-y

TAVARES, D.M.T., et al. Idosos octogenários nos contextos urbano e rural: comparação socioeconômica, morbidades e qualidade de vida. Revista de Enfermagem da UERJ. 2015, 23(2), 156-163. https://doi.org/10.12957/reuerj.2015.5961

VERAS, R. and OLIVEIRA, M. Envelhecer no Brasil: a construção de um modelo de cuidado. Ciência & Saúde Coletiva. 2018, 23(6), 1929-1936. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018236.04722018

Downloads

Published

2021-08-20

How to Cite

GARCIA, L.A.A., SILVA, K.C., OLIVEIRA, A.F.M. de, SANTOS, D.F. dos, SILVA, R.R., NARDELLI, G.G. and SANTOS, Álvaro da S., 2021. Hospitalization of elderly people for conditions sensitive to primary health care in a city in the Triângulo Mineiro. Bioscience Journal [online], vol. 37, pp. e37041. [Accessed8 August 2022]. DOI 10.14393/BJ-v37n0a2021-48250. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/48250.

Issue

Section

Health Sciences