Teste de frio para avaliação do potencial fisiológico de sementes de pinhão manso (Jatropha curcas L.)

Authors

  • Glauter Lima Olivieira Universidade Federal de Viçosa
  • Paulo Cesar Hilst Universidade Federal de Viçosa
  • Laercio Junio da Silva Universidade Federal de Viçosa
  • Marcelo Coelho Sekita Universidade Federal de Viçosa
  • Denise Cunha Fernandes dos Santos Dias Universidade Federal de Viçosa

DOI:

https://doi.org/10.14393/BJ-v31n2a2015-22397

Abstract

O pinhão manso (Jatropha curcas L.) é uma planta de grande destaque entre as oleaginosas promissoras para a produção de biodiesel. Contudo, para a comercialização segura de lotes são necessárias informações sobre a qualidade das sementes, especialmente vigor. Objetivou-se, neste trabalho, adequar a metodologia do teste de frio para a avaliação do vigor de sementes de pinhão manso. Sementes de cinco lotes de pinhão manso foram inicialmente submetidas a testes para avalição da qualidade fisiológica e, em seguida, submetidas ao teste de frio. Para isso, foram semeadas em papel toalha, tipo germitest, com e sem solo, sendo confeccionados rolos que foram mantidos a 10 oC, por cinco, sete, nove e 11 dias. Após cada período, os rolos foram transferidos para germinador a 25 oC, realizando-se a avaliação da germinação aos 5 e 7 dias. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado e as médias dos tratamentos comparadas pelo teste de Tukey (p < 0,05) e correlacionadas com os resultados dos demais testes. O teste de frio é eficiente para a estratificação dos lotes de sementes de pinhão manso em níveis de vigor. Recomenda-se utilizar a metodologia do rolo de papel sem solo e manter as sementes em BOD a 10 ºC por sete dias, seguida por um período de cinco dias em germinador a 25 ºC.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2015-02-25

How to Cite

OLIVIEIRA, G.L., HILST, P.C., DA SILVA, L.J., SEKITA, M.C. and DIAS, D.C.F. dos S., 2015. Teste de frio para avaliação do potencial fisiológico de sementes de pinhão manso (Jatropha curcas L.) . Bioscience Journal [online], vol. 31, no. 2, pp. 509–517. [Accessed2 December 2022]. DOI 10.14393/BJ-v31n2a2015-22397. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22397.

Issue

Section

Agricultural Sciences