Efeitos de doses e épocas de aplicação de manganês via foliar no cultivo de soja convencional e em derivada transgênica RR

Authors

  • Everson Reis Carvalho Universidade Federal de Lavras
  • João Almir Oliveira Universidade Federal de Lavras
  • Jaime Costa Neto Syngenta Seeds Ltda
  • Cibele Aparecida Teixeira da Silva Universidade de São Paulo
  • Valquíria de Fátima Ferreira Universidade Federal de Lavras

DOI:

https://doi.org/10.14393/BJ-v31n2a2015-22286

Abstract

O objetivo com este trabalho foi avaliar o efeito da aplicação foliar de manganês sobre as características agronômicas de cultivares de soja convencionais e em suas derivadas transgênicas RR (Roundup Ready®, evento GTS 40-3-2). O ensaio foi conduzido na Universidade Federal de Lavras (UFLA), Lavras, MG, em blocos casualizados, com três repetições e esquema fatorial 4 x 4 x 2, sendo quatro cultivares de soja, duas convencionais e suas derivadas RR (BRS Celeste e BRS Baliza RR; BRSGO Jataí e BRS Silvânia RR), quatro doses de Mn via foliar (0; 200; 400 e 600 g Mn ha-1) e dois estádios de aplicação (R1 ou R3). Foram avaliadas as características agronômicas: índice de acamamento; número de legumes por planta; peso de mil sementes e produtividade de sementes. A transgenia RR em soja não proporciona maior resposta à aplicação de Mn, sendo esta possivelmente condicionada ao genótipo. Há aumento na produtividade de sementes de soja das cultivares Celeste e Baliza RR em função da aplicação foliar de Mn, em solo com teor de Mn abaixo do nível crítico e produtividades máximas obtidas com 150 g Mn ha-1. A aplicação foliar de Mn realizada em R1 resulta em maior produtividade de sementes em relação à R3.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2015-02-25

How to Cite

CARVALHO, E.R., OLIVEIRA, J.A., NETO, J.C., DA SILVA, C.A.T. and FERREIRA, V. de F., 2015. Efeitos de doses e épocas de aplicação de manganês via foliar no cultivo de soja convencional e em derivada transgênica RR . Bioscience Journal [online], vol. 31, no. 2, pp. 352–361. [Accessed25 May 2022]. DOI 10.14393/BJ-v31n2a2015-22286. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22286.

Issue

Section

Agricultural Sciences