Biometria de frutos e sementes e germinação de Calotropis procera Aiton (Apocynaceae)

Authors

  • Sílvia Regina Silva de Oliveira-Bento Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Salvador Barros Torres Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Fabrícia Nascimento de Oliveira Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Emanoela Pereira de Paiva Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Dyeme Antonio Vieira Bento Empresa Bayer CropScience

Abstract

Essa pesquisa teve como objetivos avaliar a biometria dos frutos e sementes de Calotropis procera, bem como estabelecer as condições de luz, temperatura e substrato adequados à germinação de sementes dessa espécie. A biometria dos frutos foi determinada numa amostra de 100 unidades, coletados ao acaso, no município de Mossoró-RN, constituindo-se nas determinações de comprimento, largura, espessura e peso de frutos e sementes. Dessas sementes, numa amostra de 100 unidades retiradas aleatoriamente, determinaram-se comprimento, número de sementes por fruto, teor de água e peso de mil sementes. Foram avaliadas as seguintes variáveis: germinação e tempo médio de germinação. Para análise empregou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado em arranjo fatorial 6x3x2 sendo seis temperaturas (20, 25, 30, 35, 20-30 e 25-30 ºC), três substratos (areia, papel toalha e mata-borrão) e duas condições de luminosidades (presença e ausência de luz), com seis repetições de 50 sementes. Os dados biométricos foram analisados através da estatística descritiva e para os caracteres germinação e tempo médio de germinação utilizou-se análise de variância e teste de Tukey através do SISVAR 4.5. Concluiu-se que há variabilidade para os caracteres relacionados às dimensões e pesos de frutos de flor-de-seda; o número de sementes por fruto é elevado, favorecendo a disseminação da espécie. Recomenda-se que as contagens inicial e final do teste de germinação sejam realizadas aos 5 e 10 dias após a semeadura, respectivamente. A temperatura constante de 30 ºC, alternada de 25-30 ºC e os substratos areia e papel toalha são condições adequadas para a germinação e as sementes são indiferentes à luminosidade.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-09-20

How to Cite

OLIVEIRA-BENTO, S.R.S. de, TORRES, S.B., OLIVEIRA, F.N. de, PAIVA, E.P. de and BENTO, D.A.V., 2013. Biometria de frutos e sementes e germinação de Calotropis procera Aiton (Apocynaceae) . Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 5, pp. 1194–1205. [Accessed3 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22261.

Issue

Section

Agricultural Sciences