Atributos indicadores de qualidade em solos de cerrado no entorno do Parque Nacional das Emas, Goiás

Authors

  • Marco Aurelio Carbone Carneiro Universidade Federal de Lavras Departamento de Ciência do Solo
  • Edicarlos Damacena de Souza Professor Adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus de Rondonópolis
  • Helder Barbosa Paulino Professor Associado da Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí.
  • Luís Eduardo de Oliveira Sales Faculdades Integradas de Mineiros
  • Laíze Aparecida Ferreira Vilela Universidade Federal de Lavras Departamento de Ciência do Solo

Keywords:

biomassa microbiana, quociente metabólico, atividade enzimática

Abstract

A incorporação de áreas nativas aos sistemas produtivos tem provocado alterações em ecossistemas, especialmente em regiões tropicais e, devido ao uso inadequado do solo, tem resultado na rápida perda do carbono orgânico. O objetivo deste estudo foi avaliar o impacto de sistemas de manejo e uso do solo sobre a biomassa e a atividade microbiana, assim como o estoque de carbono orgânico total e suas frações em um Latossolo Vermelho distrófico e um Neossolo Quartzarênico de Cerrado. Os sistemas de manejo e uso no Neossolo Quartzarênico foram: Cerrado nativo, integração lavoura-pecuária, pastagem, plantio direto 1 (soja/braquiária) e plantio direto 2 (milho/braquiária). No Latossolo Vermelho os sistemas foram: Cerrado nativo, integração lavoura-pecuária, plantio convencional, plantio direto 3 (soja/nabo/milho/nabo) e plantio direto 4 (soja/milho/sorgo/soja). Para ambos os solos avaliados, o sistema de integração lavoura-pecuária promoveu melhorias nos teores de carbono da biomassa microbiana e nos estoques de carbono do solo. No Neossolo Quartzarênico, os sistemas de plantio direto não foram capazes de promover incrementos no carbono da biomassa microbiana, na atividade da urease, na hidrólise do diacetato de fluoresceína e no estoque do carbono da fração leve. No Latossolo Vermelho, o sistema de plantio convencional promoveu redução no estoque de carbono orgânico total e no carbono da fração leve livre do solo. Além disso, os sistemas conservacionistas desse solo, apesar de incrementarem o estoque de carbono orgânico do solo, promoveram perdas de carbono da fração leve em relação ao Cerrado nativo.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Marco Aurelio Carbone Carneiro, Universidade Federal de Lavras Departamento de Ciência do Solo

Eng. Agrônomo, Mestre e Doutor em Ciência do Solo

Edicarlos Damacena de Souza, Professor Adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus de Rondonópolis

Eng. Agrônomo, Mestre e Doutor em Ciência do Solo

Helder Barbosa Paulino, Professor Associado da Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí.

Eng. Agrônomo, Mestre e Doutor em Fitotecnia

Luís Eduardo de Oliveira Sales, Faculdades Integradas de Mineiros

Eng. AgrônomO, Mestre em Ciência do Solo e Doutor em Produção Vegetal

Laíze Aparecida Ferreira Vilela, Universidade Federal de Lavras Departamento de Ciência do Solo

Enga. Agrônoma, Mestre em Produção Vegetal e Doutoranda em Ciência do Solo na UFLA/DCS

Published

2013-09-13

How to Cite

CARNEIRO, M.A.C., SOUZA, E.D. de, PAULINO, H.B., SALES, L.E. de O. and VILELA, L.A.F., 2013. Atributos indicadores de qualidade em solos de cerrado no entorno do Parque Nacional das Emas, Goiás . Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 6. [Accessed26 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22098.

Issue

Section

Agricultural Sciences