Estrutura da vegetação e características edáficas de um cerradão em solo distrófico e em solo mesotrófico no Triângulo Mineiro

Authors

  • Renata Ferreira Rodrigues Universidade Federal de Uberlândia
  • Glein Monteiro de Araujo Universidade Federal de Uberlândia

Abstract

Este trabalho visou determinar a estrutura da vegetação arbórea e relacioná-la com as condições edáficas em um cerradão mesotrófico (CM) em Araguari e em um cerradão distrófico (CD) em Uberlândia, MG. Em cada área amostrou-se solo (0 a 20 cm de profundidade) e espécies arbóreas com circunferência a altura do peito (CAP) ≥ 15 cm, em 25 parcelas de 20 x 20 m. A percentagem de cobertura de copa foi verificada no período seco e chuvoso. A riqueza registrada (CM = 90 e CD = 83) representou (CM = 89% e CD = 88%) da riqueza estimada pelo método de Bootstrap. A similaridade florística foi baixa entre os dois cerradões (Jaccard = 0,28 e Morisita = 0,17), enquanto o índice de diversidade foi diferente (3,5 no CM e 3,2 no CD; teste de Hutcheson = t = 7,28, p < 0,05). A área basal por parcela não diferiu entre as duas fisionomias (CD = 0,941 m2 e CM = 0, 947 m2; t = 0,0879, p < 0,05). O CD apresentou maior cobertura de copa nas estações seca e chuvosa (F = 8,34, p < 0,006), maiores teores de Al, Fe, areia e maior saturação de Al (m%), do que o CM. A CCA sugeriu que a distribuição das espécies mais abundantes no CM está relacionada aos valores de K, Ca e argila e as do CD ao Al. Isto sugere que a sensibilidade das espécies ao Al pode ser um fator importante na seleção das espécies com maior dominância no cerradão em solo mesotrófico.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-12-03

How to Cite

RODRIGUES, R.F. and MONTEIRO DE ARAUJO, G., 2013. Estrutura da vegetação e características edáficas de um cerradão em solo distrófico e em solo mesotrófico no Triângulo Mineiro . Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 6, pp. 2013–2029. [Accessed19 May 2024]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22090.

Issue

Section

Biological Sciences