Intensidade de doenças e produtividade de genótipos promissores de feijão em Quevedo, Equador

Authors

  • Felipe Rafael Garcés-Fiallos Universidade Técnica Estatal de Quevedo
  • Homero Voltaire Gamarra-Yánez Universidade Técnica Estatal de Quevedo

Abstract

O objetivo desse trabalho foi quantificar a intensidade de doenças, o rendimento de grãos e seus componentes em genótipos promissores de feijão durante a safra agrícola de verão em Quevedo, Equador. Os materiais genéticos utilizados foram as linhas Cf4 0-0-2-1, Cf6 0-0-4-9 e Cf6-0-0-4-8 (hábito de crescimento determinado tipo Ia), SER-03 e SER-08 (hábito de crescimento indeterminado tipo IIb), e duas variedades estrangeiras FTS Soberano e BRS Valente (hábito de crescimento indeterminado, grupo preto) utilizadas como testemunhas. Foi quantificada a intensidade da ferrugem (Uromyces appendiculatus Pers.:Pers.) durante quatro semanas (09/09, 16/09, 23/09 e 30/09) e mela [Rhizoctonia solani (Kuhn)] durante seis semanas (26/08, 02/09, 09/09, 16/09, 23/09 e 30/09) em folíolos centrais destacados, sendo esses valores obtidos integralizados na área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD). Para o caso da mela, foi quantificado também o número de lesões folíolo-1 durante os estágios reprodutivos R7 e R8. Após a colheita foi avaliada a incidência das podridões cinzenta [Macrophomina phaseolina (Tassi) Goid.] e parda (R. solani), e quantificados os componentes de produção por planta (número de nós, número de vagens, número de grãos, número de grãos por vagem e número de vagens estéreis) e rendimento (kg há-1). O delineamento experimental foi o de blocos completos ao acaso com 7 tratamentos e 4 repetições. Para a comparação entre as médias dos tratamentos empegou-se o teste de Scott-Knott a 5% de probabilidade do erro. Destacou-se a variedade FTS Soberano por acumular uma menor AACPS da ferrugem. Com relação a mela, as linhas promissoras SER-03 e SER-08, e as variedades FTS Soberano e BRS Valente mostraram menor quantidade de doença em todas as variáveis analisadas. Para as doenças radiculares, as linhas Cf6 0-0-4-8 e SER-03 obtiveram menor incidência de podridão parda, entretanto esses mesmos materiais incluindo o SER-08 evidenciaram superioridade sanitária para podridão cinzenta. A linha promissora SER-03 e as variedades FTS Soberano e BRS Valente mostraram médias superiores no número de nós por planta, número de vagens por planta, número de grãos por planta e número de grãos por vagem por planta. Finalmente, as linhas SER-08, Cf6 0-0-4-9 e SER-08 e a variedade BRS Valente obtiveram o maior rendimento de grãos (kg há-1).

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2014-08-26

How to Cite

GARCÉS-FIALLOS, F.R. and GAMARRA-YÁNEZ, H.V., 2014. Intensidade de doenças e produtividade de genótipos promissores de feijão em Quevedo, Equador . Bioscience Journal [online], vol. 30, no. 5, pp. 1291–1303. [Accessed28 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22058.

Issue

Section

Agricultural Sciences