Prospecção de fitopatógenos associados á podridão radicular da mandioca em Pernambuco, Brasil =

Authors

  • Krystal Alcantara Notaro Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Erika Valente Medeiros Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Cataliny Andreza Duarte Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Jamilly Alves Barros Universidade Federal Rural de Pernambuco

Abstract

A mandioca é a sexta cultura de maior produção e expressão do planeta, estando atrás apenas de soja, trigo, arroz, milho e batata, sendo muito importante na alimentação humana, animal e na indústria. O Brasil é o segundo maior produtor mundial e esta cultura é a segunda de maior expressão econômica nacional. A Região Nordeste é uma das principais produtoras de mandioca no Brasil, estando vinculada a uma produção na qual utiliza pouca ou nenhuma tecnologia, o que vem contribuindo para o aumento da intensidade de doenças. A podridão radicular vem sendo relatada como uma das principais causas de perdas na produção. Por isso, o objetivo deste trabalho foi efetuar o primeiro levantamento de fungos associados à podridão radicular da mandioca em Pernambuco. Foram realizadas coletas de material vegetal com sintomas e/ou sinais da doença em quatro municípios que estão entre os principais produtores do estado: Jupi, Jucati, São João e Caetés. Foram selecionadas cindo propriedades em cada município e as coletas foram realizadas em cinco áreas com histórico da doença em cada propriedade. A frequência de isolamento dos fungos foi realizada pelo método de plaqueamento e isolamento até cultura pura para identificação. Os mais prevalentes foram submetidos a teste de patogenicidade em mandioca da cultivar branquinha. Foi encontrada alta diversidade de fungos associados à podridão radicular da mandioca no agreste de Pernambuco. Houve prevalência dos fungos Fusarium solani associados à podridão radicular em mandiocas com sintomas provenientes de todas as áreas dos municípios de Jupi, Jucati e São João e Scytalidium lignicola provenientes de áreas do Município de Caetés. Os isolados mais prevalentes Fusarium solani (CFF109) e Scytalidium lignicola (CFF408) apresentaram uma alta severidade em mandiocas da cultivar Branquinha.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-12-03

How to Cite

NOTARO, K.A., MEDEIROS, E.V., SILVA, C.A.D. and BARROS, J.A., 2013. Prospecção de fitopatógenos associados á podridão radicular da mandioca em Pernambuco, Brasil =. Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 6, pp. 1832–1839. [Accessed6 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/21999.

Issue

Section

Agricultural Sciences