Resposta do cafeeiro à inoculação de fungos micorrízicos arbusculares, em latossolo vermelho, do cerrado

Authors

  • Maria Luiza de Freitas Konrad Universidade Federal do Tocantins
  • Pedro Roberto Furlani Instituto Agronômico
  • Ana Maria Rodrigues Cassiolato Universidade Estadual Paulista
  • Adriana Parada Dias da Silveira Instituto Agronômico

Abstract

O objetivo deste trabalho foi verificar a resposta de dois cultivares de café (sensível e tolerante ao alumínio - Al), à inoculação de Gigaspora margarita e Glomus etunicatum, em Latossolo Vermelho do cerrado, com diferentes saturações por bases (30, 45 e 53 %). O experimento foi realizado em casa de vegetação, com delineamento inteiramente casualizado e em esquema fatorial 2x3x3, consistindo de 2 cultivares de (tolerante e sensível a Al), 3 tratamentos com micorriza (com inoculação de duas espécies de FMA e sem inoculação) e 3 níveis de saturação por bases do solo (V%), com cinco repetições por tratamento. As variáveis foram: altura da planta, diâmetro do caule, área foliar, massa da matéria seca da parte aérea, massa da matéria fresca de raiz, atividade da redutase do nitrato, teor de clorofila, colonização micorrízica e número de esporos. Os isolados de micorrizas proporcionaram maior crescimento do cafeeiro em solo ácido com alta concentração de Al, porém esta resposta foi verificada para ambos os cultivares quando colonizados por G. margarita. Os cultivares avaliados não mostraram diferenças quanto à tolerância ao Al quando não micorrizados.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2014-07-17

How to Cite

KONRAD, M.L. de F., FURLANI, P.R., CASSIOLATO, A.M.R. and SILVEIRA, A.P.D. da, 2014. Resposta do cafeeiro à inoculação de fungos micorrízicos arbusculares, em latossolo vermelho, do cerrado . Bioscience Journal [online], vol. 30, no. 4, pp. 933–941. [Accessed23 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/18186.

Issue

Section

Agricultural Sciences