Fenologia e síndromes de polinização e dispersão de espécies de sub-bosque em um remanescente florestal urbano no Brasil central

Authors

  • Maxmiller Cardoso Ferreira Universidade Federal de Goiás
  • Hélder Nagai Consolaro Universidade Federal de Goiás

Abstract

O objetivo foi avaliar a fenologia reprodutiva e as síndromes de polinização e dispersão de um sub-bosque de Mata Seca Semidecídua. O estudo foi realizado na cidade de Catalão-GO, de maio de 2010 a maio de 2011, no Parque Municipal do Setor Santa Cruz, um fragmento de 29 hectares. A coleta dos dados fenológicos foi semanal utilizando um transecto de 1000 m. Para as síndromes, foi observado à morfologia de flores e frutos, e estes dados foram relacionados aos de fenologia. A floração teve maior índice (43,13%) em dezembro de 2010 (chuva) e a frutificação manteve índices de 25 a 30% na maior parte do ano. Acanthaceae apresentou o maior índice de floração em maio de 2010 e fevereiro de 2011; Piperaceae em outubro de 2010 e Rubiaceae em dezembro 2010. A frutificação em Acanthaceae ocorreu durante a seca e inicio das chuvas, com maior índice em outubro de 2010, Piperaceae na estação das chuvas e inicio da seca, com pico em maio de 2011, e em Rubiaceae ocorreu durante 11 meses, com pico em março de 2011. Duas espécies de Acanthaceae e uma de Piperaceae não apresentaram frutificação, já a fenofase de floração foi observada nessas espécies. Foram identificadas três síndromes de polinização, sendo estas melitofilia (pico de intensidade em outubro de 2010), psicofilia (janeiro de 2011) e ornitofilia (maio de 2010). As síndromes de dispersão foram ornitocoria (dois picos, um em julho de 2010 e outro em maio de 2011) e anemocoria (pico em outubro de 2010). A presença de espécies em floração e/ou frutificação ao longo do ano pode contribuir para a dinâmica e permanência da comunidade estudada, pois essas espécies auxiliam na manutenção de abelhas e aves no fragmento, importantes vetores de polinização e dispersão. Levando em consideração que o Cerrado vem sofrendo um intenso impacto ambiental e a área de estudo ser um fragmento localizado dentro de um perímetro urbano, a sua conservação torna-se de grande importância, apesar de sua pequena área, devido os importantes processos ecológicos que ali existem.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-11-13

How to Cite

FERREIRA, M.C. and CONSOLARO, H.N., 2013. Fenologia e síndromes de polinização e dispersão de espécies de sub-bosque em um remanescente florestal urbano no Brasil central . Bioscience Journal [online], vol. 29, pp. 1708–1720. [Accessed1 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/18072.

Issue

Section

Biological Sciences