Relação das espécies colonizadoras com as características do substrato em áreas degradadas na serra do espinhaço meridional

Authors

  • Wander Gladson Amaral Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Israel Marinho Pereira Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Evandro Luiz Mendonça Machado Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Paula Alves Oliveira Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Luiz Gustavo Dias Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Danielle Piuzana Mucida Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Cristiany Silva Amaral Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Abstract

Este trabalho foi realizado em três áreas degradadas em processo de regeneração natural em Diamantina, MG. O objetivo do trabalho foi relacionar a distribuição da abundância das espécies colonizadoras com as variáveis ambientais. As comunidades das áreas degradadas pelo garimpo de diamante (ADGD) e ouro (ADGO), assim como, pelo processo de voçorocamento (ADV) contou com 50 (10 x 10 m), 30 (10 x 10 m) e 36 (5 x 3m) parcelas, respectivamente, nas quais foram mensurados todos os indivíduos arbustivo-arbóreos vivos encontrados nas parcelas com DAS30 ≥ 3 cm. Da mesma forma, em cada parcela, foi coletada uma amostra composta do substrato superficial (0-20 cm), sendo analisados os parâmetros físicos, químicos e topográficos. Para analisar as correlações entre os gradientes ambientais e vegetacionais foi empregada a Análise de Correspondência Canônica (CCA). No geral foram amostrados 1.152 indivíduos, pertencentes a 16 famílias e 38 espécies, sendo 153 indivíduos, 5 famílias e 9 espécies pertencentes a ADGD; 921 indivíduos, 16 famílias e 36 espécies pertencentes a ADGO e 78 indivíduos, 9 famílias e 11 espécies pertencentes a ADV. Verificou-se que houve relação entre os gradientes ambientais e a abundância e composição florística da vegetação colonizadora, ficando a maioria das espécies mais fortemente correlacionada com as variáveis desnível, M.O, m e umidade.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-11-13

How to Cite

AMARAL, W.G., PEREIRA, I.M., MACHADO, E.L.M., OLIVEIRA, P.A., DIAS, L.G., PIUZANA MUCIDA, D. and AMARAL, C.S., 2013. Relação das espécies colonizadoras com as características do substrato em áreas degradadas na serra do espinhaço meridional . Bioscience Journal [online], vol. 29, pp. 1696–1707. [Accessed2 March 2024]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/18038.

Issue

Section

Biological Sciences