Efeito da leucina na hipertrofia cardíaca e na concentração sérica de creatina quinase em ratos Wistar em hipertireoidismo experimental

Authors

  • Thiago Montes Fidale Universidade Federal de Uberlândia
  • Alexandre Gonçalves Universidade Federal de Uberlândia
  • Leandro Teixeira Paranhos Lopes Universidade Federal de Uberlândia
  • Poliana Rodrigues Alves Universidade Federal de Uberlândia
  • Fernanda Rodrigues de Souza Universidade Federal de Uberlândia
  • João Elias Dias Nunes Universidade Federal de Uberlândia
  • Antônio Vicente Mundim Universidade Federal de Uberlândia
  • Elmiro Santos Resende Universidade Federal de Uberlândia

Abstract

A leucina é um regulador do metabolismo proteico in vivo, e existem poucas informações referentes à sua ação na hipertrofia cardíaca induzida pelo hipertireoidismo experimental e sua relação com a creatina quinase sérica. O estudo teve por objetivo verificar a ação da leucina na hipertrofia cardíaca e na concentração sérica de creatina quinase em ratos Wistar em hipertireoidismo. Foram utilizados 20 animais, divididos em quatro grupos sendo estes o controle, hormônio, leucina e hormônio + leucina. O hipertireoidismo foi induzido administrando-se, diariamente, 20μg/100 gramas de levotiroxina sódica em suspensão aquosa, por gavagem. A leucina foi suplementada adicionando-se 5% do aminoácido à ração convencional. O sangue foi coletado por punção cardíaca e as análises feitas em kits para CK-NAC, CK-MB e TSH. Ao final do período experimental de sete dias o coração foi removido e pesado. Posteriormente, foi separado o ventrículo esquerdo juntamente com o septo interventricular e pesado. Na comparação estatística foi utilizada a análise de variância (ANOVA) de duas vias e pós-teste de Tukey, considerando-se significativos valores de p<0,05. As concentrações séricas de CK-MB sérica foram menores no grupo leucina (p<0,05) e hormônio + leucina (p<0,05) em comparação a controle. O grupo hormônio, apresentou peso relativo do coração maior que o grupo controle (p<0,05) e peso absoluto do coração maior que hormônio + leucina (p<0,05). Em conclusão, a leucina parece reduzir a hipertrofia cardíaca e a concentração sérica da creatina quinase por mecanismos ainda desconhecidos.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-04-30

How to Cite

FIDALE, T.M., GONÇALVES, A., LOPES, L.T.P., ALVES, P.R., SOUZA, F.R. de, NUNES, J.E.D., MUNDIM, A.V. and RESENDE, E.S., 2013. Efeito da leucina na hipertrofia cardíaca e na concentração sérica de creatina quinase em ratos Wistar em hipertireoidismo experimental . Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 2, pp. 499–505. [Accessed1 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/17649.

Issue

Section

Health Sciences