Polimorfismo do gene da proteína prion celular (PrPC) e imunohistoquímica de tecido linfóide em ovinos

Authors

  • Fernanda Trentini Lopes Ribeiro Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Escola de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Helen Caroline Raksa Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Escola de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Adriane Holtz Tirabassi Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Escola de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Laire Schidlowski Ferreira Curso de Biologia Escola de Saúde e Biociências Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Juliano Leal Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • David Driemeier Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Cristina Santos Sotomaior Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Escola de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Keywords:

Scrapie. Genotipagem. RFLP. Biópsia retal. Encefalopatias.

Abstract

O objetivo deste trabalho foi avaliar o polimorfismo do gene da proteína prion celular (PRPN) de ovinos introduzidos numa propriedade onde ocorreu um surto de scrapie, e relacionar com a suscetibilidade à doença por meio da análise da presença da proteína prion celular alterada (PrPSc), utilizando imunohistoquímica (IHQ) de tecido linfóide associado à mucosa reto-anal. Foram avaliados 42 ovinos, mestiços Texel. Eram fêmeas entre um e oito anos de idade, sendo que sete (16,67%) ovelhas foram introduzidas adultas na propriedade em 2006. As demais, 83,33%, eram nascidas na fazenda. A genotipagem do PRPN foi feita pela análise do polimorfismo de comprimento de fragmento de restrição - RFLP ("Restriction Fragment Lenght Polimorphism"). O genótipo ARQ/ARQ foi o mais freqüente, encontrado em 73,81% dos animais, seguido do genótipo ARR/ARQ, com 16,67% e do ARQ/VRQ, com 9,52%. Os alelos ARH e AHQ não foram encontrados nestes animais. O resultado da IHQ foi negativo em todas as amostras. Não foi possível, portanto, estabelecer uma relação entre genótipo e maior susceptibilidade ao scrapie, devido à ausência de PrPSc na amostras examinadas. No Brasil, há poucos dados de genotipagem do gene da proteína prion celular (PRNP) em ovinos e, até o momento, nenhum tipo de controle baseado em cruzamentos direcionados foi implementado.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-04-02

How to Cite

RIBEIRO, F.T.L., RAKSA, H.C., TIRABASSI, A.H., FERREIRA, L.S., LEAL, J., DRIEMEIER, D. and SOTOMAIOR, C.S., 2013. Polimorfismo do gene da proteína prion celular (PrPC) e imunohistoquímica de tecido linfóide em ovinos . Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 2. [Accessed17 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/17163.

Issue

Section

Agricultural Sciences