Adubação potássica para o crambe

Authors

  • Ciro Antônio Rosolem Universidade Estadual Paulista
  • Fábio Steiner Faculdades Integradas de Ourinhos

Abstract

São escassos os trabalhos para a cultura do crambe (Crambe abyssinica Hochst), sendo necessários estudos que caracterizem o nível de suficiência de potássio (K) no solo e nas folhas, visando subsidiar futuros programas de adubação potássica para essa cultura de outono/inverno. Foi realizado um experimento visando estudar a resposta do crambe ao K do solo. O experimento foi realizado em um Latossolo Vermelho argiloso sob o sistema de semeadura direta, em Botucatu - SP. Os tratamentos consistiram de sete níveis de K no solo, resultantes da aplicação anual de 2000 a 2010, na cultura de verão (soja), de 0, 30, 60, 90, 120, 150 e 180 kg ha-1 de K2O. Antes de iniciar o experimento, amostras de solo foram coletadas na camada de 0-20 cm e os teores de K no solo determinados pelos métodos da resina e Mehlich-1. Os níveis de suficiência de K no solo e nas folhas foram obtidos considerando-se a produtividade relativa de grãos de 90%. Quando os teores de K do solo, extraídos por resina e por Mehlich-1, são superiores a 88 e 94 mg dm-3, respectivamente, equivalente a 26 g kg-1 de K nas folhas, o aumento da produtividade de grãos da cultura do crambe é improvável. Estes valores devem corresponder ao nível de suficiência da cultura e são suficientes para atingir produtividade de grãos relativa de 90%.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2014-06-10

How to Cite

ROSOLEM, C.A. and STEINER, F., 2014. Adubação potássica para o crambe . Bioscience Journal [online], vol. 30, pp. 140–146. [Accessed28 November 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/15194.

Issue

Section

Agricultural Sciences