Indicadores morfo-fisiológicos do estresse hídrico para a cultura da cana-de-açúcar em função de lâminas de irrigação

Authors

  • Gustavo Haddad Souza Vieira UFV / IFES
  • Everardo Chartuni Mantovani Prof. Titular, DEA/UFV
  • Gilberto Chohaku Sediyama Prof. Titular, DEA/UFV
  • Fábio Teixeira Delazari Graduando Agrocomia, UFV

Keywords:

Saccharum sp., Área foliar, Clorofila, Potencial hídrico, Temperatura foliar.

Abstract

O presente trabalho foi desenvolvido, objetivando-se encontrar as relações entre lâmina de água (chuva e irrigação) e indicadores morfológico (índice de área foliar) e fisiológicos do estresse hídrico (temperatura foliar, potencial hídrico foliar e índice de clorofila nas folhas) na cana-de-açúcar submetida a diferentes lâminas de irrigação. O experimento foi instalado em outubro de 2010 em Jaíba/MG, em uma área irrigada por pivô central, com cana-de-açúcar no quarto ciclo. Para a aplicação dos tratamentos, trocaram-se os bocais dos emissores, em cada vão entre torres, de modo que fossem aplicadas as lâminas referentes a 25, 50, 75, 100, 125 e 150% da evapotranspiração da cultura, com o manejo da irrigação realizado para atender a demanda de 100%. Foram medidos o índice de área foliar, o potencial hídrico foliar, a temperatura foliar e o índice de clorofila nas folhas. Os valores obtidos foram submetidos a análises de variância e, posteriormente, elaboradas regressões. Diante dos resultados, foi possível concluir que houve tendência de aumento do índice de área foliar (IAF) da cana-de-açúcar à medida que se aumentou a lâmina de irrigação no ciclo da cultura; o aumento do IAF foi mais acentuado nos tratamentos que receberam mais água; o potencial hídrico foliar foi menor para menores lâminas de irrigação, com destaque para o tratamento que recebeu menos água (25%); a temperatura foliar foi próxima à temperatura do ar nos tratamentos que receberam as maiores lâminas (100 a 150%), com tendência de aumento da diferença entre a temperatura das folhas, à medida que se reduziu o suprimento hídrico; houve tendência de aumento do índice de clorofila (ICF) à medida que se aumentou as lâminas, com leve queda nos tratamentos que receberam lâminas maiores que 100% da ETc.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Gustavo Haddad Souza Vieira, UFV / IFES

Eng. Agrônomo M.Sc., Doutorando Eng. Agrícola Recursos Hídricos e Ambientais / Manejo da água na agricultura irrigada Prof. IFES campus Santa Teresa

Everardo Chartuni Mantovani, Prof. Titular, DEA/UFV

Eng. Agrícola, D.S., Prof. Titular, DEA/UFV Recursos Hídricos e Ambientais / Manejo da água na agricultura irrigada

Gilberto Chohaku Sediyama, Prof. Titular, DEA/UFV

Eng. Agrônomo, Ph. D., Prof. Titular, DEA/UFV Recursos Hídricos e Ambientais / Meteorologia Agrícola

Fábio Teixeira Delazari, Graduando Agrocomia, UFV

Graduando Agrocomia, UFV Bolsista PIBIC CNPq/UFV

Published

2014-04-02

How to Cite

VIEIRA, G.H.S., MANTOVANI, E.C., SEDIYAMA, G.C. and DELAZARI, F.T., 2014. Indicadores morfo-fisiológicos do estresse hídrico para a cultura da cana-de-açúcar em função de lâminas de irrigação . Bioscience Journal [online], vol. 30. [Accessed20 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/15026.

Issue

Section

Agricultural Sciences