Definição de zonas de manejo a partir de mapas de condutividade

Authors

  • Sueli Martins de Freitas Alves Universidade Estadual de Goiás
  • Gracielly Ribeiro Alcântara Universidade Federal de Viçosa
  • Elton Fialho dos Reis Universidade Estadual de Goiás
  • Daniel Marçal de Queiroz Universidade Federal de Viçosa
  • Domingos Sárvio Magalhães Valente Universidade Federal de Viçosa

Abstract

Este trabalho teve por objetivo definir zonas de manejo com base na variabilidade espacial da condutividade elétrica aparente do solo e da matéria orgânica, em áreas de plantio direto de milho e soja. Para caracterizar a variabilidade espacial foram utilizados métodos geoestatísticos. Comprovada a dependência espacial foram elaborados os mapas temáticos, por meio da krigagem. Para delimitação das zonas de manejo a partir dos mapas de variabilidade interpolados foi utilizado o algoritmo fuzzi K-means e para definição do número ótimo de classes foi determinado o índice de perfomance fuzzi e entropia da partição modificada. As variáveis utilizadas para a definição das zonas de manejo foram a altitude, a condutividade elétrica a 20 cm e 40 cm de profundidade e a matéria orgânica. A partir destas variáveis foram gerados sete mapas de zonas de manejo, e posteriormente pelo teste de Kappa foi analisada a concordância entre os mapas gerados pelas zonas de manejo e os mapas das propriedades físico-químicas do solo. Como resultado verificou-se o valor ótimo de número de classes igual a dois. Os melhores resultados na classificação das zonas de manejo, para os atributos referentes a textura do solo são observados a partir de mapas de matéria orgânica ou de condutividade elétrica e, para os atributos químicos, a partir de mapas de matéria orgânica ou de altitude e matéria orgânica. As zonas de manejo definidas a partir da condutividade elétrica a 20 cm permitiram detectar diferenças significativas entre as médias de produtividade de soja.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-03-04

How to Cite

ALVES, S.M. de F., ALCÂNTARA, G.R., REIS, E.F. dos, QUEIROZ, D.M. de and VALENTE, D.S.M., 2013. Definição de zonas de manejo a partir de mapas de condutividade . Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 1, pp. 104–114. [Accessed6 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/13687.

Issue

Section

Agricultural Sciences