Consórcio de milho com Urochloa ruziziensis e os efeitos na cultura da soja em rotação

Authors

  • Núbia Maria Correia Universidade Estadual Paulista
  • Marcela Basile Leite Universidade Estadual Paulista
  • Welder Eduardo Fuzita UNICASTELO

Abstract

Objetivou-se com esse trabalho estudar o consórcio de milho com braquiária (Urochloa ruziziensis cv. Comum), quanto ao desenvolvimento das plantas de milho, à capacidade de produção de matéria seca pela forrageira, à infestação de plantas daninhas e os efeitos desse sistema de produção na cultura da soja em rotação. Foram estudadas duas formas de semeadura (a lanço e em linha) de braquiária nas parcelas, quatro quantidades de sementes (200, 400, 600 e 800 pontos de valor cultural, PVC = quantidade de sementes x valor cultural) nas subparcelas e uma testemunha, representada pelo monocultivo do milho. O cultivo consorciado de milho com braquiária não interferiu negativamente na produção de grãos da cultura em relação ao milho solteiro. A semeadura de 200 PVC de sementes de braquiária, a lanço ou em linha aos 22 dias após a semeadura do milho, foi suficiente para a manutenção de quantidade adequada de palha sobre o solo, média de 7,7 t ha-1. No momento da colheita do milho, a matéria seca das plantas daninhas reduziu com o aumento da quantidade de sementes de braquiária e foi maior quando a forrageira foi semeada a lanço. Na cultura da soja em rotação, a densidade e matéria seca de plantas daninhas reduziram linearmente com o aumento da quantidade de sementes de braquiária utilizadas no primeiro ano do trabalho. O consórcio de milho com braquiária no primeiro ano do experimento beneficiou a população de plantas, a altura de plantas e a produção de grãos de soja em relação ao monocultivo de milho no mesmo período.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-03-04

How to Cite

CORREIA, N.M., LEITE, M.B. and FUZITA, W.E., 2013. Consórcio de milho com Urochloa ruziziensis e os efeitos na cultura da soja em rotação . Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 1, pp. 65–76. [Accessed2 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/13499.

Issue

Section

Agricultural Sciences