Um polígrafo na telinha: o humor televisivo de Millôr Fernandes (1959-1965)

Autores

  • Áureo Busetto

Resumo

Este artigo é pautado pelo objetivo de conhecer e analisar as experiências televisivas do polígrafo Millôr Fernandes, voltadas para a apresentação na TV, em sua fase inicial de operação, de um humor crítico, reflexivo e inovador em comparação com os programas humorísticos habituais exibidos pela televisão. Por essa via, associando narrativa e desenhos, Millôr transitava entre o entretenimento, a informação e o conhecimento. O enfoque histórico do texto, co-texto e contexto dos humorísticos de Millôr fornece também subsídios ao conhecimento das principais relações entre a nascente TV, a imprensa e a política nacional, tanto no período democrático quanto à época da ditadura militar.

Palavras-chave: Millôr Fernandes; humor; televisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Áureo Busetto

Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Departamento de História e do Programa de Pós-graduação em História da Universidade Estadual Paulista (Unesp-Assis). Autor do livro A democracia cristã no Brasil: princípios e práticas. São Paulo: Unesp, 2002.

Downloads

Publicado

2016-12-27

Como Citar

Busetto, Áureo. (2016). Um polígrafo na telinha: o humor televisivo de Millôr Fernandes (1959-1965). Artcultura, 18(32). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/artcultura/article/view/37077

Edição

Seção

Artigos