"Um teto por si mesma": multidimensões da imagem-som sob uma perspectiva feminista-queer

Autores

  • Karla Bessa

Resumo

O artigo apresenta um breve histórico da relação entre a crítica feminista, os estudos queer e a análise fílmica (audiovisual). Num primeiro momento, situa a contribuição da teoria queer para o feminismo e o modo como a discussão perpassou os estudos de gênero no Brasil. Na sequência, recorre à análise das narrativas e técnicas visuais no cinema, considerando um contexto local de formulações estéticas e políticas trans-fronteiriças, pós-década de 1970. Na produção analisada, conferese destaque a três documentários de Rita Moreira e Norma Bahia Pontes, realizados entre 1972 e 1976.

palavras-chave: cinema; audiovisual; teoria queer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karla Bessa

Doutora em História pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero Pagu e Professora do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais.

Downloads

Publicado

2016-06-17

Como Citar

Bessa, K. (2016). "Um teto por si mesma": multidimensões da imagem-som sob uma perspectiva feminista-queer. Artcultura, 17(30). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/artcultura/article/view/34811

Edição

Seção

Dossiê: Relações de Gênero, Sexualidade & Cinema