Cantando suas saudades, Elis inventa um país

Autores

  • Mateus de Andrade Pacheco

Resumo

Saudade do Brasil foi um espetáculo concebido por Elis Regina e César Camargo Mariano. Por meio de canções, construía-se uma trama que, encenada por Elis e sua trupe, contava a história recente do país, além de elaborar reflexões sobre a identidade brasileira. Mais que isso: pela forma como a narrativa do espetáculo focava memórias, redescobria-se, ou mesmo recriava-se, o Brasil. Entendendo a memória como uma construção seletiva, busca-se neste texto refletir sobre as maneiras como o espetáculo Saudade do Brasil representou a nossa história, aí compreendido o período da ditadura militar. Soma-se a isso a percepção da importância da performance nas atribuições de sentidos ao repertório de canções que engendram a narrativa desse show.

palavras-chave: Elis Regina; Saudade do Brasil; memória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus de Andrade Pacheco

Mestre e doutorando em História pela Universidade de Brasília (UnB). Coorganizador do livro Sinfonia em prosa: diálogos da história com a música. São Paulo: Intermeios, 2013.

Downloads

Publicado

2015-06-22

Como Citar

Pacheco, M. de A. (2015). Cantando suas saudades, Elis inventa um país. Artcultura, 16(28). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/artcultura/article/view/30608

Edição

Seção

Dossiê