Individualismo de fronteira em Romeu e Julieta e Noite de Reis

Autores

  • Felipe Charbel Teixeira

Resumo


O artigo discute a questão da representação dramática do processo de sub-jetivação nas peças Romeu e Julieta e Noite de reis. Com base no conceito de individualismo de fronteira, procura-se pensar as principais personagens de tais peças, com o objetivo de discutir a tensão entre o anseio de dominar plenamente as próprias ações e o imperativo de uma resignação prudente.

PALAVRAS-CHAVE: Shakespeare; individualismo; subjetividade

ABSTRACT

This article discusses the matter of the self-fashioning's dramatic representation on the plays Romeo and Juliet and Twelfth night. Thinking of the individual as a boundary, one analyses the main cha-racters of these plays, in order to discuss the tension between the expectation of complete control of one's actions and the necessity of a prudent resignation.

KEYWORDS: Shakespeare; individualism; subjectivity.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-11-26

Como Citar

Charbel Teixeira, F. (2008). Individualismo de fronteira em Romeu e Julieta e Noite de Reis. Artcultura, 9(15). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/artcultura/article/view/1472

Edição

Seção

Dossiê História & Teatro