Crítica e engajamento político no cinema cubano: ousadia e limites de Hasta cierto punto

Autores

  • Mariana Martins Villaça Faculdade Teresa Martin, de São Paulo

Resumo


O artigo analisa Hasta cierto punto (1983), do diretor Tomás Gutiérrez Alea, à luz dos dilemas vividos pelos cineastas cubanos no contexto de acirramento da crise econômica em Cuba nos anos 80. Com o objetivo de propor uma reflexão sobre certos comportamentos e valores vigentes na sociedade socialista, o filme aborda diversas questões como a ineficiência da economia, o machismo, o papel do intelectual, o paternalismo governamental em relação aos trabalhadores e a necessidade da "consciência revolucionáriaâ€?. Examinamos os limites e ousadias da intenção crítica latente nessa obra, as alterações impostas pela direção do Instituto Cubano del Arte e Industria Cinematográficos, bem como o sentido político ambíguo presente na composição dos personagens, na fusão intencional de documentário e ficção e nas metáforas construídas pela narrativa fílmica.

ABSTRACT

This article analyses Tomás Gutiérrez Alea's film Hasta cierto punto in the light of the dilemmas facing Cuban directors due to the economic crisis of the 1980s. With the aim of reflecting on the behaviour and values present in a socialist society the film raises several issues such as the inefficiency of the economy, machismo, the role of the intellectual, governmental paternalism towards workers, and the necessity of a 'revolutionary conscience'. I examine the boldness and the limitations of the critical approach of this film, the alterations that were imposed by the Instituto Cubano del Arte e Industria Cinematográficos (Cuban Institute of Art and Cinematography), as well as the politically ambiguous attitudes of the film's characters, the deliberate mixture of documentary and fiction, and the metaphors created by the film's narrative.

KEYWORDS: Cuban cinema; cultural policy; Cuban revolution.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Martins Villaça, Faculdade Teresa Martin, de São Paulo

Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Professora da Faculdade Teresa Martin, de São Paulo. Autora de Polifonia tropical: experimentalismo e engajamento na música popular (Brasil e Cuba, 1967-1972). São Paulo: Humanitas/ FFLCH-USP, 2004. marimavi@uol.com.br

Downloads

Publicado

2007-08-01

Como Citar

Villaça, M. M. (2007). Crítica e engajamento político no cinema cubano: ousadia e limites de Hasta cierto punto. Artcultura, 8(13). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/artcultura/article/view/1421

Edição

Seção

História & Cinema