PHEOCHROMOCYTOMA IN DOGS AND CATS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/VTN-v28n1-2022-58781

Resumo

O feocromocitoma é uma neoplasia funcional produtora de catecolaminas, localizado na região medular das glândulas adrenais. Por apresentar sinais inespecíficos, escassez de ferramentas diagnósticas e ainda estar associado a doenças concomitantes, pode não ser considerado como afecção diferencial entre médicos veterinários. O feocromocitoma é uma neoplasia incomum e acomete animais com idade média a avançada, sendo o Poodle Miniatura, Pastor Alemão, Boxer, Golden Retriever e Pinscher as raças mais acometidas. As manifestações clínicas variam de acordo com os efeitos das catecolaminas e/ou comprometimento circulatório pela invasão local do tumor em estruturas adjacentes. Desta forma pode ser observado hipertensão arterial sistêmica e consequência em órgãos alvo como sistema nervoso central, rins e alterações oculares. O diagnóstico consiste na suspeita clínica, acompanhada de adrenomegalia nos exames de imagem. A mensuração de catecolaminas e seus metabolitos, como a metanefrina, normetanefrina e ácido vanilmandélico são ferramentas diagnósticas definitivas e como alternativa, a dosagem de inibina sérica pode ser feita na pesquisa de feocromocitoma. A adrenalectomia é a terapia de escolha, porém na inviabilidade deste, devem ser usados fármacos bloqueadores α e β adrenérgicos. O prognostico é variável entre reservado a ruim.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-11

Como Citar

Nastri Gouvêa, F., Santos Pennacchi, C., de Araujo Machado, L. H., Gomes Lourenço , M. L., de Oliveira Branco, L., Barbosa Costa, P., Zucolloto Crivellenti, L., & Borin-Crivellenti , S. (2022). PHEOCHROMOCYTOMA IN DOGS AND CATS. Veterinária Notícias - Vet Not, 28(1). https://doi.org/10.14393/VTN-v28n1-2022-58781

Edição

Seção

Revisão de Literatura