POST-NEUTERING URETHRAL SPHINCTER MECHANISM INCOMPETENCE IN FEMALE DOGS

REVISÃO DE LITERATURA

Autores

  • Álan Gomes Pöppl Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Srta. Luciana Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Milena Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.14393/VTN-v27n1-2021-56462

Resumo

A castração de fêmeas caninas é uma cirurgia de rotina que visa principalmente a prevenção de doenças e o controle populacional da espécie. Ela não é, todavia, desprovida de consequências indesejáveis, e a incontinência urinária pós-castração é uma das mais significativas. Tratamento medicamentoso é preconizado para estes casos, sendo o emprego dos fármacos α-adrenérgicos e estrogênicos os mais frequentemente descritos na literatura. Entretanto, o uso de antidepressivos tricíclicos pode ser eficaz no controle dos sinais clínicos da incontinência. O mecanismo exato que envolve esta afecção ainda não é completamente entendido. Acredita-se que uma deficiência de estrógeno e consequente perda de tônus uretral sejam responsáveis pela ocorrência dos sinais, mas é possível que outros fatores como os níveis de gonadotrofinas e de hormônio liberador de gonadotrofinas estejam implicados na patogenia da incontinência urinária pós-castração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-02-08

Como Citar

Gomes Pöppl, Álan, De Jesus, L., & Cleff de Oliveira, M. (2021). POST-NEUTERING URETHRAL SPHINCTER MECHANISM INCOMPETENCE IN FEMALE DOGS: REVISÃO DE LITERATURA. Veterinária Notícias, 27(1). https://doi.org/10.14393/VTN-v27n1-2021-56462

Edição

Seção

Revisão de Literatura