SOL DE FEIRA, DE LUIZ BACELLAR: CULTURA E IMAGINÁRIO AMAZÔNICO NO POMAR DA FICÇÃO

Autores

  • Lidiane Neves Universidade Federal do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.14393/TES-v4n1-2021-62812

Palavras-chave:

Amazônia; Ficção; Alegoria; Sol de Feira

Resumo

Estudo situado no âmbito da teoria literária, vinculado à literatura de expressão amazônica que objetiva realizar uma análise crítica do livro de poemas Sol de Feira, de Luiz Bacellar, no sentido de investigar como o poeta recria importantes elementos da cultura e do imaginário amazônico. Sol de Feira é um inventivo livro de poesia em que cada poema é dedicado a uma fruta da Amazônia. E cada fruta, por meio do recurso da alegoria, transforma-se em um exemplar expressivo de elementos da cultura e do imaginário de indígenas caboclos e demais amazônidas. A pesquisa apresenta reflexões teóricas sobre a arte literária, explorando a teoria dos bosques da ficção, de Umberto Eco, e o conceito de alegoria. Apresenta também um painel sobre a cultura amazônica. Esse quadro teórico instrumentaliza a imersão nos poemas do Bacellar, com vistas a investigar como o universo amazônico e suas contingências são recriados na obra, por meio da oficina poética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BACELLAR, Luiz. Sol de feira. 3. ed. Manaus: Puxirum, 1985.

BRUNEL, Pierre (org.). Dicionário de mitos literários. Rio de Janeiro: José Olympio, 1998.

BRANDÃO, Roberto de Oliveira (org.). Aristóteles, Horácio, Longino: A poética clássica. 12 ed. São Paulo: Cultrix, 2005.

CANDIDO, Antônio. “A literatura e a formação do homem”. In: Ciência e Cultura. Vol.24 nº 9. Set. 1972.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. 5. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1991.

ECO, Umberto. Seis passeios pelos bosques da ficção. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

KOTHE, Flávio R. A Alegoria. São Paulo: Ática, 1986.

LOUREIRO, João de Jesus Paes. Cultura amazônica: uma poética do imaginário. Belém: Cejup, 1995.

MOISÉS, Massaud. A criação literária – poesia. 13 ed. São Paulo: Cultrix, 1997.

_______, Massaud. Dicionário de termo literários. 12 ed. São Paulo: Cultrix, 2013.

PAGEAUX, Daniel-Henri. “Da imagética cultural ao imaginário”. IN: BRUNEL, Pierre; CHEVREL, Yves (orgs.). Compêndio de literatura comparada. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2004.

PAZ, Octavio. O arco e a lira. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

RAMOS, Vítor (org.). PLATÃO, A REPÚBLICA. São Paulo: DIFUSÃO EUROPEIA DO LIVRO, 1965.

SANTIAGO, Socorro. Uma poética das águas. Manaus: Puxirum, 1986.

SANTOS, José Luiz dos. O que é cultura. 6 ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

TOCANTINS, Leandro. O rio comanda a vida – uma interpretação da Amazônia. 9. ed. Manaus: Valer/Edições Governo do Estado do Amazonas, 2000.

TELLES, Tenório e KRÜGER, Marcos Frederico. Poesia e poetas do Amazonas. Manaus: Valer, 2006.

WALTY, Ivete Lara Camargos. O que é ficção. São Paulo: Brasiliense, 1999.

Downloads

Publicado

2022-01-16

Como Citar

NEVES, L. SOL DE FEIRA, DE LUIZ BACELLAR: CULTURA E IMAGINÁRIO AMAZÔNICO NO POMAR DA FICÇÃO. Téssera, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 77–100, 2022. DOI: 10.14393/TES-v4n1-2021-62812. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/tessera/article/view/62812. Acesso em: 21 maio. 2022.