Afinal, quem é o protagonista? O paradoxo do empoderamento do indivíduo no Ciberespaço

Autores

  • Rodrigo Rodembusch Centro Universitário Ritter dos Reis
  • Patrícia Augsten Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Empoderamento, Ciberespaço, Redes sociais, Mobilização

Resumo

Com o avanço dos aparatos tecnológicos, do aumento de dispositivos midiáticos portáteis, da informatização e da ascensão de diferentes plataformas de redes sociais, surgem novos agentes de produção de discurso que se apropriam do ciberespaço e se mobilizam em torno de questões da sociedade civil. Surge a concepção de indivíduos empoderados, de uma sociedade mais engajada em debates sociais e na possibilidade de mobilização do cidadão em torno de determinados assuntos de interesse coletivo. Ao passo que ideias romantizadas sobre o poder da sociedade civil no ciberespaço ganham força, por outro lado surgem reflexões que colocam em dúvida esse poder do cidadão quando se traz à luz questões acerca das transversalidades capitalistas das quais os indivíduos estão submetidos na ágora contemporânea. Portanto, vivenciamos um paradoxo do empoderamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Rodembusch, Centro Universitário Ritter dos Reis

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Mestre em International Media Studies pela Deutsche Welle e Hochschule Bonn-Rhein-Sieg (Alemanha) e Doutorando em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Docente do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter/Porto Alegre). 

Patrícia Augsten, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

2Jornalista formada pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG); Especialista em TV e Convergência Digital pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e mestranda em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Referências

BARABÁSI, Albert-Laszlo. Linked: a nova ciência dos networks. São Paulo: Leopardo, 2009.

BARROS, Samuel; CARREIRO, Rodrigo. A discussão pública e as redes sociais on-line: o comentário de notícias no Facebook. Revista Fronteiras, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 174-185, mai/ago. 2015. Disponível em:

<http://www.revistas.unisinos.br/index.php/fronteiras/article/view/fem.2015.172.05/4732>. Acesso em: 20 mai. 2017.

BRASIL. Presidência da República. Secretaria de Comunicação Social. Pesquisa Brasileira de Mídia 2015: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília: Secom, 2015. Disponível em: <http://www.secom.gov.br/atuacao/pesquisa/lista-de-pesquisas-quantitativas-e-qualitativas-decontratos-atuais/pesquisa-brasileira-de-midia-pbm-2015.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2016.

BRUNO, Fernanda. Monitoramento, classificação e controle nos dispositivos de vigilância digital. Revista Famecos, Porto Alegre, n. 36, p. 10-16, ago. 2008.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. A Era da Informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

_____. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

CREMADES, Javier. Micropoder – a força do cidadão na Era Digital. São Paulo: SENAC São Paulo, 2008.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2008.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 2011.

MARQUES, Francisco Paulo Jamil Almeida. Debates políticos na internet: a perspectiva da conversação civil. Opinião Pública, Campinas, v. 12, n. 1, p. 164-187, abr/mai. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/op/v12n1/29402.pdf Acesso em: 20 mai. 2017.

MIÈGE, Bernard. A sociedade tecida pela comunicação: técnicas da informação e da comunicação entre inovação e enraizamento social. São Paulo: Paulus, 2009.

PARISER, Eli. O filtro invisível: o que a internet está escondendo de você. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

RAMONET, Ignacio. A explosão do jornalismo: das mídias de massa à massa de mídias. São Paulo: Publisher Brasil, 2012.

RECUERO, Raquel. Conversação em Rede - A comunicação mediada pelo computador e redes sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2012.

SHIRKY, Clay. A cultura da participação: criatividade e generosidade no mundo conectado. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

WOLTON, Dominique. Internet, e depois? Uma teoria crítica das novas mídias. Porto Alegre: Sulina, 2012.

Downloads

Publicado

2018-09-30

Como Citar

Rodembusch, R., & Augsten, P. (2018). Afinal, quem é o protagonista? O paradoxo do empoderamento do indivíduo no Ciberespaço. Paradoxos, 2(1), 57–69. Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/paradoxos/article/view/45199