Editorial

Autores

  • Vinícius Durval Dorne Universidade Federal de Uberlândia, Brasil
  • Ivanise Hilbig de Andrade Universidade Federal de Uberlândia, Brasil

Palavras-chave:

Editorial

Resumo

Editorial - Vol. 1, número 2, julho - dezembro de 2016.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinícius Durval Dorne, Universidade Federal de Uberlândia, Brasil

Doutor em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP), linha "Estrutura, Organização e Funcionamento Discursivos e Textuais", com a tese "A identidade do jornalista no (dis)curso da história da imprensa no Brasil". Doutorado Sanduíche no Programa Ciências da Comunicação, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa (UNL). Mestre em Letras, área de Estudos Lingüística, linha de pesquisa "Estudos do Texto e do Discurso" pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com a dissertação "Práticas discursivas midiáticas na/sobre a identidade do jornalista sem diploma". Graduado em "Comunicação Social/Jornalismo" e "Letras - Português/Inglês" pelo Centro Universitário Cesumar (UniCesumar). Atualmente, é professor Adjunto-A, nível I, da Faculdade de Educação (FACED), no curso de Comunicação Social: habilitação em Jornalismo, e dos Programas de Pós-Graduação em "Linguística" e do "Mestrado Profissional Interdisciplinar em Tecnologias, Comunicação e Educação" da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Vice-Líder e Membro dos Grupo de Pesquisa "Laboratório de Estudos Discursivos Foucaultianos" (Ledif), do Instituto de Letras e Linguística da UFU (Ileel), Membro do Grupo de Pesquisa "Interfaces Sociais da Comunicação: Tecnologias, Políticas e Culturas", da UFU, e do Grupo de Pesquisa "Comunicação no Ambiente Digital" (COMAMDI), da UniCesumar. Tem experiência no campo teórico e metodológico de pesquisas em Comunicação Social, norteadas pelo referencial teórico-metodológico da Análise de Discurso francesa, em especial às contribuições da arquegenealogia de Michel Foucault. Está envolvido, na docência e em pesquisas, com questões concernentes à História e Teorias do Jornalismo, Linguagem Radiofônica, Radiojornalismo, Novas tendências em Jornalismo, Webjornalismo e a análise de materiais sincréticos/multimodais. Amparado na relação discurso, sentido e mídia, trabalha na investigação de temas como discursos institucionais e midiáticos; língua, sujeito e história; identidade e subjetividade.

Ivanise Hilbig de Andrade, Universidade Federal de Uberlândia, Brasil

 

Jornalista, Doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), tendo realizado Doutorado Sanduíche na Université Paris 2 - Panthéon Assas, França, entre 2013 e 2014. Mestre em Estudos de Linguagens, área de concentração Linguística e Semiótica, pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Especialista em Metodologia do Ensino Superior pela Unigran (Centro Universitário da Grande Dourados). Atualmente é professora do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), integrante do Grupo de Pesquisa Interfaces Sociais da Comunicação: Tecnologias, Políticas e Culturas (UFU) e do Centro de Estudo e Pesquisa em Análise do Discurso e Mídia (CEPAD/UFBA), além de consultora do CCDC/UFBA (Centro de Comunicação, Democracia e Cidadania). Sócia da Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação). Autora do livro-reportagem: Na Rota do Gasoduto - A exploração sexual de Crianças e Adolescentes em Mato Grosso do Sul, como projeto de conclusão do curso de graduação e vencedora do V Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo (ANDI), em 2010. Experiência em docência no ensino superior (graduação e pós-graduação), no jornalismo impresso, em projetos sociais e pesquisas desenvolvidos por Organizações da Sociedade Civil (Ongs). Áreas de atuação: Teorias da Comunicação, Jornalismo Impresso, Análise de Discursos e Semiótica.

Downloads

Publicado

2018-09-27

Como Citar

Dorne, V. D., & Andrade, I. H. de. (2018). Editorial. Paradoxos, 1(2), 6–7. Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/paradoxos/article/view/45157