DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA COVID-19 EM PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM DE UM ESTADO DO NORDESTE BRASILEIRO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia2070964

Palavras-chave:

Análise espaço-temporal, Covid-19, Incidência, Infecções por coronavírus, Profissionais de enfermagem

Resumo

A análise geoepidemiológica da Covid-19 é importante porque apoia a implementação de intervenções de saúde para populações e territórios vulneráveis. O objetivo foi analisar a tendência da incidência e distribuição espaço-temporal da Covid-19 em profissionais de enfermagem de um estado do Nordeste do Brasil. Trata-se de um estudo geoepidemiológico e de séries temporais, utilizando registros de casos novos de Covid-19 em profissionais de enfermagem no Maranhão. A tendência da incidência foi determinada pela regressão de Prais-Winsten. Os coeficientes de incidência foram distribuídos espacialmente em uma área de análise, e uma técnica de varredura foi usada para detectar aglomerados espaço-temporais. Foram registrados 2.116 casos de Covid-19, pico de incidência em maio de 2020 em todas as categorias profissionais, sendo observada tendência decrescente de incidência no período estudado. A distribuição espacial foi heterogênea, variando de 0,00 a 21,20 casos/1.000 profissionais. Ademais, a análise espaço-temporal revelou três clusters de alto risco estatisticamente significativos no sudoeste/noroeste, norte e leste do Maranhão, entre maio e outubro de 2020 (p<0,05). A tendência decrescente e os aglomerados espaço-temporais da Covid-19 em profissionais de enfermagem detectados em diferentes localidades do estado constituem suporte para o enfrentamento das emergências de saúde que atingem a categoria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Weslei Melo da Silva, Universidade Federal do Maranhão

Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Graduando em Medicina pela Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL). Graduado em Licenciatura em Formação Pedagógica pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA). Graduado em Enfermagem pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Especialista em Enfermagem em Urgência e Emergência e Atenção em Unidade de Terapia Intensiva pela Faculdade do Bico do Papagaio. Especialista em Gestão em Saúde pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Especialista em Informática na Educação pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA). Servidor Público - Professor e Policial Militar.

Giana Gislanne da Silva de Sousa, Universidade Federal do Maranhão

Mestranda no programa de pós-graduação em enfermagem da Universidade Federal do Maranhão (2019). Especialista em Gestão e Saúde. Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Maranhão (2016). Integrante dos projetos de extensão e pesquisa: Projeto de Educação em Exercícios Respiratórios - PEER, Capacitação Sobre Assistência de Enfermagem no Pós-operatório de Cirurgias Torácicas e Abdominais - CAEP e Projeto de Educação e Intervenção de Enfermagem na Atenção ao Paciente no Período Pós-operatório - EDUCARE.

Livia Maia Pascoal, Universidade Federal do Maranhão

Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará (2007), Especialização em Emergência em Enfermagem pela Universidade Estadual do Ceará (2009), Mestrado (2011) e Doutorado (2015) em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará. É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq (2024-2027). Atualmente é professora Associada I na Universidade Federal do Maranhão, Campus Imperatriz, Coordenadora do Mestrado Acadêmico em Enfermagem, Campus São Luís, e professora permanente do Mestrado em Saúde e Tecnologia, Campus Imperatriz.

Floriacy Stabnow Santos, Universidade Federal do Maranhão

Doutora em Ciências - Saúde Pública pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP/USP)(2015), Mestre em Liderança pela Universidade de Santo Amaro-UNISA (2005), Especialista em Metodologias Ativas (UNASP - 2020), Especialista em Nefrologia Multidisciplinar (UFMA - 2015), Especialista em Educação a Distância (FAR - 2012), Especialista em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde (UFMA - 2011), Especialista em Enfermagem Obstétrica e Neonatal (INESUL - 2009), Especialista em Saúde Pública: Saúde da Família (UFMA - 2003), Especialista em Metodologia do Ensino Superior (UFMA - 2000), Graduação em Enfermagem e Obstetrícia pelo Centro Universitário Adventista São Paulo (1982). Atua na Graduação em Enfermagem e na Pós-graduação no Mestrado em Saúde e Tecnologia da Universidade Federal do Maranhão (PPGST/UFMA) Orientadora de Mestrado e Iniciação Científica PIBIC/UFMA (CNPq, FAPEMA e Voluntário). Coordenadora do Grupo de pesquisa em Saude Pública da UFMA (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3243272625210360).

Isaura Letícia Tavares Palmeria Rolim, Universidade Federal do Maranhão

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará e em Teologia pelo Centro Universitário da Grande Dourados . Concluiu o doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará em 2008. Atualmente é Professora Associada IV da Universidade Federal do Maranhão, Vice -Coordenadora do Mestrado Profissionalizante em Saúde da Família, na nucleadora da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em Enfermagem na Promoção da Saúde e em Enfermagem Clínica-Cirúrgica (UFMA). 

Ana Cristina Pereira de Jesus Costa, Universidade Federal do Maranhão

Pesquisadora em Saúde Pública da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Graduada em enfermagem pela Universidade Estadual do Pará (UEPA) (2003). Possui Mestrado (2013) e Doutorado (2016) em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará (UFC). É especialista em Saúde da Família pela UFMA (2009); Especialista em Enfermagem Obstétrica e Neonatal pelo Instituto de Ensino Superior de Londrina (2009) e Especialista em Didática Universitária pela Faculdade Atenas Maranhense (2005). Atualmente é professora Adjunta IV do Curso de Enfermagem da UFMA, Campus Imperatriz, Maranhão e orientadora de iniciação científica. É docente permanente do Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia (PPGST) da UFMA, situado em Imperatriz, Maranhão (2019-Atual) e do Mestrado Profissional da Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família (RENASF/UFMA) (2023- Atual). 

Sheila Elke Araújo Nunes, Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão

Graduada em Farmácia-Bioquímica pelo Centro de Ensino Superior do Pará - CESUPA (1996). Doutora em Medicina Tropical e Saúde Pública (UFG)- Área de concentração Epidemiologia. Mestrado em Gestão, Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Farmacêutica (PUC-GO em 2010). Especialista em: Citopatologia Clínica (2002), Metodologia da Educação Superior (2003) e Gestão em Serviços de Saúde (UFMA/EAD ). Atualmente é professora em regime de Tempo Integral e Dedicação Exclusiva - TIDE, Adjunta IV na Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão - UEMASUL.

Wellyson da Cunha Araújo Firmo, Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão

Doutor em Biodiversidade e Biotecnologia pela Universidade Federal do Maranhão. Mestre em Saúde e Ambiente pela Universidade Federal do Maranhão. Especialista em Farmacologia pela Universidade Católica Dom Bosco. Especialista em Saúde Pública pelo Instituto Nordeste de Educação Superior e Pós-graduação. Graduado em Farmácia pela Faculdade de Imperatriz. Formação Pedagógica em Biologia pela Universidade Cruzeiro do Sul. Docente da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão e da Universidade Ceuma. Docente Permanente dos Programas de Pós-graduação em Biociências Aplicadas à Saúde e Gestão de Programas e Serviços de Saúde da Universidade Ceuma. Docente Colaborador do Programa de Pós-graduação em Saúde e Ambiente da Universidade Federal do Maranhão. Bolsista Produtividade (2024-2025) pela Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão.

Leonardo Hunaldo dos Santos, Universidade Federal do Maranhão

Diretor geral da UFMA campus de Imperatriz-MA. Professor Associado II do curso de Licenciatura em Ciências Naturais com ênfase em Biologia e Enfermagem da Universidade Federal do Maranhão, Campus de Imperatriz, onde também faz parte do Programa de Mestrado em Saúde e Tecnologia. Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Mestre e Doutor em Zootecnia com ênfase em Melhoramento Genético Animal pela Universidade Federal do Ceará. 

Marcelino Santos Neto, Universidade Federal do Maranhão

Doutor em Ciências - Saúde Pública pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP/USP). Mestre em Gestão, Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Farmacêutica pela Universidade Católica de Goiás (UCG-GO). Especialista em Educação a Distância pela Faculdade Reunida de Ilha Solteira- FAR, Gestão em Sistemas e Serviços de Saúde pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA/NEAD, Citologia Clínica pela Sociedade Brasileira de Citologia Clínica - SBCC e Saúde da Família pela Faculdade Atenas Maranhense - FAMA. Licenciatura ( Esquema I - Formação Pedagógica de Docentes) em Química/Biologia pelo CEFET/UNEDI. Graduado em Farmácia e Habilitado em Análises Clínicas (Bioquímica) pela Universidade Federal do Pará - UFPA.  Atualmente é Bolsista de Produtividade FAPEMA (Doutor Sênior), Professor Associado I do Curso de Enfermagem da Universidade Federal do Maranhão - Centro de Ciências de Imperatriz, Professor Permanente dos Cursos de Pós Graduação em Saúde da Família (PPGSF/UFMA - Mestrado e Doutorado) e Pós Graduação em Saúde e Tecnologia (PPGST/UFMA - Mestrado), Vice-coordenador do Programa de Pós Graduação em Saúde da Família (PPGSF/RENASF UFMA - Pólo Imperatriz), Coordenador de Projeto de Pesquisa financiado pelo CNPq e FAPEMA, Orientador de Doutorado, Mestrado e Iniciação Científica PIBIC/UFMA (CNPq e FAPEMA). 

Referências

AMPOS, L.F.; OLINO, L.; MAGALHÃES, A.M.M.; TAVARES, J.P.; MAGNAGO, T.S.B.S.; DAL PAI, D. Nursing performance in COVID-19 and non-COVID-19 units: implications for occupational health. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 31, p. e3741, 2023. https://doi.org/10.1590/1518-8345.6215.3741

ANTUNES, J.L.F.; CARDOSO, M.R.A. Uso da análise de séries temporais em estudos epidemiológicos. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 24, n. 3, p. 565–576, jul. 2015. https://doi.org/10.5123/S1679-49742015000300024

BARROS, F.R.; RODRIGUES, M.E.; SOUZA, J.T.; FARZAT, T.A.; OLIVEIRA FILHO, V.C.; MAGALHÃES, V.M. Análise de casos e óbitos por COVID-19 em profissionais da enfermagem Amazonense. Enfermagem em Foco, 14: e-202378, 2023. https://doi.org/10.21675/2357-707X.2023.v14.e-202378

BENITO, R.C.; SILVA, E.L.; BENITO, L.A.O. Mortalidade de profissionais de saúde pelo COVID-19 no Brasil: 2020 a 2022. Revisa, 13(1):168-85, 2024. https://doi.org/10.36239/revisa.v13.n1.p168a185

BRASIL. Guia de vigilância epidemiológica Emergência de saúde pública de Importância nacional pela Doença pelo coronavírus 2019 – covid-19, Brasília: Ministério da Saúde, p.86, 2021. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/. Acesso em: 14 mar. 2024.

BRITO, S.A.; ABREU, L.C.; ESTRADA, D.A.; CAMPOS, M.F.; CAVALCANTI, M.P.E.; CARVALHO, A.A.S. Three years of COVID-19 pandemic: comparative analysis of incidence, lethality and mortality among the States of the south region of Brazil. Journal of Human Growth and Development, 33(3):392-404, 2023. http://doi.org/10.36311/jhgd.v33.15285

CARVALHO, O.C.; ANDRADE, E.X.; SILVA, D.T.; BUENO, S.V.I.; CARDOSO, A.P.S.; BRAGA, K.P.A.; JUVINO, V.K.S; LOURENÇO, L.S. Impactos da COVID-19 sobre a enfermagem brasileira: aspectos epidemiológicos. Brazilian Journal of Health Review, 4(4), 17379–17396, 2021. https://doi.org/10.34119/bjhrv4n4-233

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Observatory of Nursing. Professionals infected with COVID-19 informed by the health servisse. junho de 2023. Disponível em: http://observatoriodaenfermagem.cofen.gov.br. Acesso em: 23 de mar. de 2024.

COULSTON, J.W.; RITTERS, K.H. Geographic analysis of forest health indicators using spatial scan statistics. Journal of Environmental Management, Jun;31(6), 764-73, 2003. https://doi.org/10.1007/s00267-002-0023-9

DAVID, H.M.S.L.; ACIOLI, S.; SILVA, M.R.F.; BONETTI, O.P.; PASSOS, H. Pandemics, crisis conjunctures, and professional practices: what is the role of nursing with regard to Covid-19?. Revista Gaúcha De Enfermagem, 42(esp), e20200254, 2021. https://doi.org/10.1590/1983-1447.2021.20190254

DE OLIVEIRA, R.A.; SANTOS NETO, M.; FERREIRA, A.G.N.; PASCOAL, L.M.; BEZERRA, J.M.; DUTRA, R.P.; PEREIRA, A.L.F. Fatores de risco e distribuição espacial dos óbitos por COVID-19: revisão integrativa. Revista De Epidemiologia E Controle De Infecção 12(1), 2022. https://doi.org/10.17058/reci.v12i1.17124

DUPRAT, I.P.; MELO, G.C. Analysis of cases and deaths by COVID-19 in Brazilian nursing professionals. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 45, e30, Epub October 09, 2020. https://doi.org/10.1590/2317-6369000018220

FOLADORI-INVERNIZZI, S.; MESQUITA FILHO, W. Determinantes socioeconômicos e o índice de mortalidade decorrente da COVID-19 no Brasil. Revista de Saúde Coletiva Da UEFS, 13(1): e9178, 2023. https://doi.org/10.13102/rscdauefs.v13i1.9178

FRANCH-PARDO, I.; NAPOLETANO, B.M.; ROSETE-VERGES, F.; BILLA, L. Spatial analysis and GIS in the study of COVID-19. A review. The Science of the total environment, 739, 140033, 2020. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2020.140033

HELIOTERIO, M.C.; LOPES, F. Q.R.S.; SOUSA, C.C.; SOUZA, F.O.; PINHO, P.S.; SOUSA, F.N.F.; ARAÚJO, T.M. Covid-19: por que a proteção da saúde dos trabalhadores e trabalhadoras da saúde é prioritária no combate à pandemia? Trabalho, Educação e Saúde, v. 18, n. 3, e00289121, 2020. https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00289

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cities and States. Census 2010. 2021a. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/ma.html. Acesso em: 19 nov. 2021.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Maps, Bases and references. 2021b. Cartographic bases. Disponível em: http://mapas.ibge.gov.br/bases-e-referenciais/bases-cartograficas/cartas. Acesso em: 19 nov. 2021.

IBM Corp. IBM SPSS Statistics for Windows (Version 24.0) [Computer software]. IBM Corp. 2016. Disponível em: https://www-01.ibm.com/support/docview.wss?uid=swg21476197.

ICN. International Council of Nurses. Policy brief. The Global Nursing shortage and Nurse Retention. 2021. Disponível em: https://www.icn.ch/system/files/2021-07/ICN%20Policy%20Brief_Nurse%20Shortage%20and%20Retention.pdf. Acesso em: 11 out. 2021.

KERR, L.R.F.S.; KENDALL, C.; ALMEIRA, R.L.F.; ICHIHARA, M.Y.; AQUINO, E.M.L.; SILVA, A.A.M.; XIMENES, R.A.A.; ALBUQUERQUE, M.F. P.M.; ALMEIDA-FILHO, N.; SOUZA, R.F.; BRANDÃO FILHO, S.P.; SOUZA, W.V.; BARRETO, M.L. Covid-19 no Nordeste do Brasil: primeiro ano de pandemia e incertezas que estão por vir. Revista De Saúde Pública, v.p.55:35. 2021. https://doi.org/10.11606/s1518- 8787.2021055003728

KULLDORFF, M.; NAGARWALLA, N. Spatial disease clusters: Detection and inference. Statistics in Medicine, 14(8):799-810, 1995. https://doi.org/10.1002/sim.4780140809. PMID: 7644860

LIMA, S.V.M.A.; RIBEIRO, C.J.N.; SANTOS, A.D. The use of geoprocessing to strengthen the epidemiological surveillance of covid-19. Revista Brasileira De Enfermagem, 75(Suppl 1):e75Suppl101, 2022. https://doi.org/10.1590/0034-7167.202275Suppl101

LUCENA, S.E.F.; MORAES, R.M. Detecção de agrupamentos espaço-temporais para identificação de áreas de risco de homicídios por arma branca em João Pessoa, PB. Boletim De Ciências Geodésicas, v18 n. 4, p. 605–623, 2012. https://doi.org/10.1590/S1982-21702012000400006

MACHADO, M.H.; TEIXEIRA, E.G.; FREIRE, N.P.; PEREIRA, E.J.; MINAYO, M.C.S. Óbitos de médicos e da equipe de enfermagem por COVID-19 no Brasil: uma abordagem sociológica. Ciência & saúde coletiva, 28(2):405–19, 2023. https://doi.org/10.1590/1413-81232023282.05942022

MAXIMINO, F.D.S.; BRANCO, M.R.F.C. Análise Espacial da Letalidade por Síndrome Respiratória Aguda Grave por COVID-19 no Maranhão, Brasil, 2020-2022. Saúde Coletiva (Barueri), [S. l.], v. 13, n. 85, p. 12674–12687, 2023. https://doi.org/10.36489/saudecoletiva.2023v13i85p12674-12687

MENDES, M.; BORDIGNON, J.S.; MENEGAT, R.P.; SCHNEIDER, D.G.; VARGAS, M.A.O.; SANTOS, E.K.A.; CUNHA, P.R. Neither angels nor heroes: nurse speeches during the COVID-19 pandemic from a Foucauldian perspective. Revista Brasileira De Enfermagem, 75 (suppl 1): e20201329, 2022. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-1329

MOURA, E.C.; CORTEZ-ESCALANTE, J.; CAVALCANTE, F.V.; BARRETO, I.C.H.C.; SANCHEZ, M.N.; SANTOS, L.M.P. Covid-19: temporal evolution and immunization in the three epidemiological waves, Brazil, 2020–2022. Revista De Saúde Pública, 56, 105, 2022. https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2022056004907

OLIVEIRA JARDIM, R.; PENA PEREIRA, C. R.; RIBEIRO RODRIGUES, Z. M. ROTAS DA COVID-19 NO ESTADO DO MARANHÃO, BR. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, Uberlândia, v. 18, p. 14–28, 2022. https://doi.org/10.14393/Hygeia1859356

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICA DA SAÚDE (OPAS). OMS declara fim da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional referente à COVID-19. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/5-5-2023- oms-declara-fim-da-emergencia-saude-publica-importancia-internacional-referente. Acesso em: 16 mar. 2024.

PINHO, S.B. A Atenção Primária a Saúde no contexto da COVID19. HU Revista, [S. l.], v. 46, p. 1–2, 2020. https://doi.org/10.34019/1982-8047.2020.v46.30077

PSI. Public Services International. Profissionais da saúde e a Covid-19 no Brasil - relatório especial em dados e gráficos. Outubro de 2022. Disponível em: https://publicservices.international/resources/publications/profissionais-da-sade-e-a-covid-19-no-brasil---relatrio-especial-em-dados-e-grficos?id=13389&lang=pt. Acesso em: 25 abr. 2023.

PUHACH, O.; MEYER, B.; ECKERLE, I. SARS-CoV-2 viral load and shedding kinetics. Nature Reviews Microbiology, v.21, 147–161, 2023. https://doi.org/10.1038/s41579-022-00822-w

ROUQUAYROL, M. Z.; SILVA, M. G. Rouquayrol: Epidemiology & Health, 8th ed. p.719. 2018. MedBook. [Book in Portuguese].

SESMA. Secretaria de Estado da Saúde do estado do Maranhão. Regional Health Unit. Health Regional Coordination. Health Portal. Maranhão. São Luís, 2021. Disponível em: https://www.saude.ma.gov.br/unidades-regionais-de-saude/. Acesso em: 25 nov. 2021.

SILVA, W.M.; BRITO, P.D.S.; SOUSA, G.G.D.S.; SANTOS, L.F.S.; SILVA, J.C.; COSTA, A.C.P.J.; PASCOAL, L.M.; SANTOS, F.S.; FONTOURA, I.G.; LOBATO, J.S.M.; FONTOURA, V.M.; PEREIRA, A.L.F.; SANTOS, L.H.; SANTOS NETO, M. Deaths due to COVID-19 in a state of northeastern Brazil: spatiotemporal distribution, sociodemographic and clinical and operational characteristics. Transactions of the Royal Society of Tropical Medicine and Hygiene, 116(2), 163–172, 2022. https://doi.org/10.1093/trstmh/trab098

SILVA, J.C.; DE SOUSA, G.G.D.S.; DE OLIVEIRA, R.A.; SANTOS, L.F.S.; PASCOAL, L.M.; SANTOS, F.S.; ROLIM, I.L.T.P.; COSTA, A.C.P.J.; SERRA, M.A.A.O.; FONTOURA, I.G.; BEZERRA, J.M.; ARAGÃO, F.B.A.; RAMOS, A.C.V.; LIMA, C.C.D.; FONTOURA, V.M.F.; SANTOS, L.H.; SANTOS NETO, M. Spatiotemporal risk assessment and COVID-19 trend estimation in a federative unit in northeastern Brazil. Transactions of The Royal Society of Tropical Medicine and Hygiene, 117(8):580-590, 2023a. https://doi.org/10.1093/trstmh/trad014

SILVA, L.H.; DOS SANTOS MACHADO, L.; DE LIMA, L.M.M.; DE SOUSA FEITOSA, C.R.; DE MELO, A.C.O.; DE MORAES, R.M. ANÁLISE ESPACIAL DOS CASOS E ÓBITOS DE COVID-19 NO ESTADO DA PARAÍBA, BRASIL. Revista Espaço e Geografia, v.26, 28-49, 2023b

SILVA, J.C.; SOUSA, G.G.S.; OLIVEIRA, R.A.; SANTOS, L.F.S.; ROLIM, I.L.T.P.; PASCOAL, L.M.; BEZERRA, J.M.; SANTOS, F.S.; COSTA, A.C.P.J.; SANTOS NETO, M. CARACTERIZAÇÃO CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICA E AUTOCORRELAÇÃO ESPACIAL DOS CASOS DE COVID-19 NO ESTADO DO MARANHÃO. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, Uberlândia, v. 20, p. e2003, 2024. https://doi.org/10.14393/Hygeia2068639

SIQUEIRA, C.A.S.; FREITAS, Y.N.L.; CANCELA, M.C.; CARVALHO, M.; SILVA, L.P.; DANTAS, N.C.D.; SOUZA, D.L.B. COVID-19 no Brasil: tendências, desafios e perspectivas após 18 meses de pandemia. Revista Panamericana de Salud Pública, v.46:e74, 2022. https://doi.org/10.26633/RPSP.2022.74

SOARES, A.K.T.; ARRUDA, F.R.; NOVAIS, G.M.M.L.; MARTINS, R.B.; ARAÚJO, A.H.I.M. A importância da paramentação e desparamentação seguras em infecções por aerossol, com foco à Covid-19: uma revisão da literatura. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 13(6), e7786, 2021. https://doi.org/10.25248/reas.e7786.2021

SOARES, A.N.; ASSUNÇÃO, M.J.S.M.; ALMEIDA, A.T.S.D.; CHAVES, J.N.; PIMENTEL, K.B.A.; SANTOS, A.J.; SANTOS, C.J.A.; SANTOS, M.B.L.; GALVÃO, J.M.V.; SIQUEIRA, H.D.S. Papel da enfermagem na gestão de saúde no período pandêmico de Covid-19. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR, v. 27, n. 4, p. 1974-1990, 2023. https://doi.org/10.25110/arqsaude.v27i4.2023-024

SANTOS, B.M.P.; GOMES, A.M.F.; LOURENÇÃO, L.G.; CUNHA, I.C.K.O.; CAVALCANTI, A.J.C.A.; SILVA, M.C.N.; LOPES NETO, D.; FREIRE, N.P. Perfil e essencialidade da Enfermagem no contexto da pandemia da COVID-19. Ciênc saúde coletiva, [Internet]. ;28(10):2785–96, 2023. https://doi.org/10.1590/1413-812320232810.09772023

WHO. World Health Organization. WHO press conference on COVID-19 and other global health issues - 5 May 2023. Disponível em: https://www.who.int/multi-media/details/who-press-conference-on-covid-19-and-other-global-health-issues---5-may-2023. Acesso em: 08 mar. 2024.

WOOLDRIDGE, J.M. Introductory econometrics: A modern Approach (4th ed.). 2009. South Western.

Downloads

Publicado

24-05-2024

Como Citar

SILVA, W. M. da; SOUSA, G. G. . da S. de; MAIA PASCOAL, L.; SANTOS, F. S.; ROLIM, I. L. T. P.; COSTA, A. C. P. de J.; NUNES, S. E. A.; FIRMO, W. da C. A.; SANTOS, L. H. dos; NETO, M. S. DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA COVID-19 EM PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM DE UM ESTADO DO NORDESTE BRASILEIRO. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, Uberlândia, v. 20, p. e2050, 2024. DOI: 10.14393/Hygeia2070964. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/70964. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos