ANÁLISE DO PADRÃO DE SEXO E FAIXA ETÁRIA DOS FALECIDOS DE CÂNCER DE ESÔFAGO NO SUL DO BRASIL

Autores

  • Gabriel Rodrigues Rocha Silva Universidade de Brasília
  • Helen Gurgel Universidade de Brasília
  • Luiz Belino Ferreira Sales Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia64271

Palavras-chave:

Câncer de esôfago, Região Sul, Taxa de mortalidade, Sexo, Faixa etária

Resumo

A pesquisa tem por objetivo descrever a dinâmica espaço-temporal dos óbitos por câncer de esôfago na região Sul do Brasil, a partir de sexo e faixa etária, durante os anos de 2007 a 2017, e segundo municípios de residência. A pesquisa trata-se de um estudo descritivo, de abordagem metodológica quantitativa. A distribuição temporal anual de casos é contínua e a distribuição espacial de taxas de mortalidade é concentrada nas mesorregiões do Noroeste Rio-Grandense, Região Metropolitana de Porto Alegre e Centro Oriental Rio-Grandense para ambos os sexos. A maior mortalidade é masculina, seguindo a tendência mundial e brasileira. Se concentram na faixa etária dos 75-79 anos os óbitos femininos e aos 60-64 anos os masculinos no Rio Grande do Sul. No Paraná e em Santa Catarina, o ápice de óbitos de mulheres é na faixa dos 65-69 anos e o dos homens é aos 60-64 anos. Esta pesquisa atualiza o perfil epidemiológico da região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-02-18

Como Citar

SILVA, G. R. R.; GURGEL, H.; SALES, L. B. F. ANÁLISE DO PADRÃO DE SEXO E FAIXA ETÁRIA DOS FALECIDOS DE CÂNCER DE ESÔFAGO NO SUL DO BRASIL. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], p. 155–167, 2022. DOI: 10.14393/Hygeia64271. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/64271. Acesso em: 11 ago. 2022.