A ESPACIALIZAÇÃO DA COVID-19 NO ESTADO DO MARANHÃO, BRASIL (2020-2021)

Autores

  • Thiago Ronyerisson Silva Costa Universidade Estadual do Maranhão
  • Raquel Pereira Santana Universidade Estadual do Maranhão
  • Igor Breno Barbosa de Sousa Universidade Estadual do Maranhão
  • Ronaldo Barros Sodré Universidade Federal do Pará
  • Hermeneilce Wasti Aires Pereira Cunha Universidade Estadual do Maranhão
  • José Sampaio de Mattos Junior Universidade Estadual do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia1963149

Palavras-chave:

Cartografia, Coronavírus, Difusão

Resumo

A pandemia da Covid-19 teve origem a partir da nova Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (SARS-CoV-2), agente causador da doença denominada de Covid-19 (coronavirus disease 2019), que surge no final de 2019 na China, tendo seu primeiro caso confirmado em território maranhense no dia 20 de março de 2020, interiorizando-se a partir deste período. Em meio a isso, busca-se compreender a dinâmica da distribuição espaço-temporal da Covid-19 em território maranhense mediante o uso da Cartografia. Para isso, utiliza-se de dados provenientes dos boletins diários da Secretaria de Estado da Saúde (SES/MA) em conjunto a técnicas estatísticas, bem como uso da Cartografia e do Geoprocessamento junto ao Sistema de Informações Geográficas (SIG) para mapear e analisar o processo da difusão do SARS-CoV-2 no Maranhão. Assim, o uso desses instrumentos se faz essencial para acompanhar a disseminação da Covid-19, compreender o fluxo e deslocamento de pessoas, a distribuição e acesso aos serviços de saúde, além de aspectos ligados a desigualdade no acesso a este tipo de serviço. Seu uso auxilia no processo de tomada de decisão por parte da gestão pública permitindo alocar recursos para minimizar os impactos da pandemia da Covid-19 no território maranhense.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Pereira Santana, Universidade Estadual do Maranhão

Bacharel em Geografia - UFMA
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia - UEMA

Igor Breno Barbosa de Sousa, Universidade Estadual do Maranhão

Mestre em Desenvolvimento Socioespacial e Regional - UEMA
Professor do curso de Geografia da UEMAnet e da Pós-Graduação em Geoprocessamento Aplicado no IFNMG – Diamantina

Ronaldo Barros Sodré, Universidade Federal do Pará

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia - UFPA

Hermeneilce Wasti Aires Pereira Cunha, Universidade Estadual do Maranhão

Doutora em Geografia – UNESP
Diretora do curso de Geografia Licenciatura/ Bacharelado - UEMA - São Luís

José Sampaio de Mattos Junior, Universidade Estadual do Maranhão

Professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia - UEMA
Professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioespacial e Regional - UEMA

Downloads

Publicado

08-02-2023

Como Citar

COSTA, T. R. S.; SANTANA, R. P.; SOUSA, I. B. B. de; SODRÉ, R. B.; CUNHA, H. W. A. P.; MATTOS JUNIOR, J. S. de. A ESPACIALIZAÇÃO DA COVID-19 NO ESTADO DO MARANHÃO, BRASIL (2020-2021). Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, Uberlândia, v. 19, p. e1902, 2023. DOI: 10.14393/Hygeia1963149. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/63149. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos