ÍNDICE DE CONDIÇÃO DE VIDA E DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DOS CASOS DE COVID -19 EM FOZ DO IGUAÇU (PR) - PERÍODO MARÇO-SETEMBRO 2020

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia17058071

Palavras-chave:

ICV, COVID – 19, Setores censitários

Resumo

Com o advento da COVID – 19, pesquisas para conter a sua dispersão são cada vez mais necessárias e imediatas. Relacionar índices socioeconômicos e casos de notificação da doença, em um recorte de tempo e espaço é uma forma de conhecer o padrão de distribuição desta geograficamente e planejar ações para tomada de decisão. Este trabalho aplicou índice de condição de vida (ICV), elaborado a partir dos setores censitários do Censo de 2010 do IBGE e correlacionou-o aos casos de notificação de COVID – 19, utilizando um SIG (Sistema de Informações Geográficas) para o período de março a setembro de 2020, referente ao município de Foz do Iguaçu (PR). Dentre os principais resultados, obteve-se ICV relativamente baixo para os setores censitários que compõem o município (0.1 – 0.3). A sobreposição dos dados das notificações absolutas e de concentrações de casos de COVID – 19, por setor censitário indicou proximidade geográfica entre aqueles que apresentaram ICV mais elevado (0.4 – 0.6) e seus setores circunvizinhos mais baixos (0.1 – 0.3). A análise das principais comorbidades associadas à COVID – 19 indicou também proximidade entre os setores de ICV alto e os seus contíguos de ICV baixo. Diferenças pontuais entre algumas áreas da cidade foram observadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Moraes Flores, Universidade da Integração Latino - Americana (UNILA)

Doutor em Geografia Física pela Universidade de São Paulo (USP)

Professor do curso de Geografia da Universidade da Integração Latino-Americana (UNILA) campus Foz do Iguaçu (PR).

Downloads

Publicado

2021-07-28

Como Citar

FLORES, D. M.; GAMARRA, C. J.; FERNANDES, C. M.; SALAVALDEZ, A. P. ÍNDICE DE CONDIÇÃO DE VIDA E DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DOS CASOS DE COVID -19 EM FOZ DO IGUAÇU (PR) - PERÍODO MARÇO-SETEMBRO 2020 . Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 17, p. 161–180, 2021. DOI: 10.14393/Hygeia17058071. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/58071. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos