IMPACTOS À SAÚDE HUMANA EM REGIÕES DE IMPLANTAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS HIDRELÉTRICOS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Autores

  • Maria Assunta Busato Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ), Chapecó, Santa Catarina, Brasil. http://orcid.org/0000-0003-0043-7037
  • Simone Cristine dos Santos Nothaft Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ), Chapecó, Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-5037-1596
  • Marina Reche Felipe Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. https://orcid.org/0000-0003-4931-8522
  • Márcia Grisotti Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0389-7100

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia16056623

Palavras-chave:

Impactos socioambientais, Saúde, Centrais hidrelétricas, Atingidos

Resumo

O artigo analisa a literatura científica sobre os impactos à saúde humana no contexto de implantação de empreendimentos hidrelétricos. Por meio de uma revisão integrativa da literatura, especificamente artigos publicados em periódicos revisados por pares, emergiram três eixos temáticos: doenças causadas por arboviroses e protozoários; acometimentos psicossociais na população atingida e associação com o alcoolismo; e violência e infecções sexualmente transmissíveis. A literatura aponta fragilidades dos processos de avaliação prévia, durante e no monitoramento posterior à implementação, dos estudos sobre os impactos sociais e ambientais na saúde das populações atingidas, bem como reforça a necessidade da construção coletiva e sistêmica de possibilidades e ações mitigadoras dos projetos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-07

Como Citar

BUSATO, M. A.; NOTHAFT, S. C. dos S. .; FELIPE , M. R.; GRISOTTI, M. IMPACTOS À SAÚDE HUMANA EM REGIÕES DE IMPLANTAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS HIDRELÉTRICOS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 16, p. 373–385, 2020. DOI: 10.14393/Hygeia16056623. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/56623. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos