ASPECTOS HIDROGEOMORFOLOGICOS E A DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA HANSENÍASE EM GUARAPUAVA – PR

Autores

  • Edivaldo Geffer Doutorando em Geografia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste, Instituto Federal Mato Grosso do Sul
  • Christian Junior Licheski Díaz Mestre em Geografia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste, Universidade Estadual do Centro-Oeste

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia16052722

Palavras-chave:

Saúde, Geoprocessamento, Hanseníase

Resumo

A geografia da saúde busca contribuir com uma medicina preventiva, evidenciando os aspectos geográficos que contribuem para o desenvolvimento e incidência das doenças. Neste sentido foi feito um estudos sobre Hanseníase, analisando geograficamente a partir das concepções da geografia da saúde e de fatores Hidrogeomorfológicos na área urbana da cidade de Guarapuava-PR. Para tal, foram utilizados ferramentas do Sistema de Informação Geográfica (SIGs), para qualificação, distribuição, mapeamento e elaboração de gráficos a respeito do desenvolvimento dos focos destes agravos, os dados foram disponibilizados pelo Ambulatório Municipal de Pneumologia e Dermatologia Sanitária (AMPDS). Foi investigado a existência ou não de relação entre fatores hidrogeomorfológicos e a distribuição espacial de 304 casos confirmados de hanseníase residentes na área urbana da cidade de Guarapuava, entre 2001 a 2013. Trabalhos in loco foram desenvolvidos para analisar as possíveis fontes de contaminação, verificando pessoalmente os prováveis fatores que influenciam o aparecimento e o desenvolvimento destas doenças. Dentre os resultados obtidos destaca-se que as áreas com concentração de casos de Hanseníase em Guarapuava são regiões periféricas, carentes de infraestrutura básica de saneamento. Tendo a faixa etária da população mais atingida, a população economicamente ativa. Constatou-se ainda que muitas das residências com casos registrados observadas apresentam solo exposto e proximidade a corpos de água. A espacialização dos casos de Hanseníase torna-se uma ferramenta fundamental uma vez que, possibilita ações por parte do poder público em locais estratégicos do espaço urbano com maior concentração de casos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-13

Como Citar

GEFFER, E.; DÍAZ, C. J. L. . ASPECTOS HIDROGEOMORFOLOGICOS E A DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA HANSENÍASE EM GUARAPUAVA – PR. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 16, p. 62–73, 2020. DOI: 10.14393/Hygeia16052722. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/52722. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos