TERRITORIALIZAÇÃO EM SAÚDE: CONCEITOS, ETAPAS E ESTRATÉGIAS DE IDENTIFICAÇÃO

Autores

  • Anelise Pigatto Bissacotti UNIVERSIDADE FRANCISCANA
  • Ana Maria Gules Universidade Franciscana
  • Adriane Cervi Blümke Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia153247115

Palavras-chave:

Territorialidade. Território. Saúde. Saúde Pública. Unidade Básica de Saúde.

Resumo

Conhecer o território em que a Unidade de Saúde atua constitui-se em um elemento importante para a criação de estratégias que visem à melhoria dos serviços de saúde e do ambiente em que vivem a população. Para que essa identificação seja eficiente torna-se necessário buscar, criar e explorar ferramentas que auxiliem nesse processo. O objetivo desse trabalho foi resgatar os conceitos e as etapas para a territorialização em saúde e as estratégias para a sua realização. Conduziu-se um levantamento nas bases de dados google acadêmico e Lilacs, bibliografias acadêmicas e sites institucionais. Constatou-se a existência de vários conceitos de território e vários instrumentos para a realização da territorialização em saúde com ou sem uso de tecnologias, tais como: questionários, mapas, maquetes e sistemas informatizados. Esses instrumentos auxiliam no processo de planejamento e execução de atividades em cada etapa do processo de conhecimento do território e da população que nele habita. Dessa forma, a territorialização permite reorganizar as práticas em saúde pautadas na humanização da atenção e nas necessidades da comunidade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-23

Como Citar

BISSACOTTI, A. P.; GULES, A. M.; BLÜMKE, A. C. TERRITORIALIZAÇÃO EM SAÚDE: CONCEITOS, ETAPAS E ESTRATÉGIAS DE IDENTIFICAÇÃO . Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 15, n. 32, p. 41–53, 2019. DOI: 10.14393/Hygeia153247115. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/47115. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos