EPIDEMIOLOGIA DOS ACIDENTES CAUSADOS POR ANIMAIS PEÇONHENTOS NO MUNICÍPIO DE PATROCÍNIO (MG), BRASIL (2015-2017)

Autores

  • Arisnágela Vieira Santos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFTM) campus Patrocínio.
  • Ana Luiza Borges de Paula Nunes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFTM) campus Patrocínio.
  • Débora Cristina de Oliveira Silva Nunes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFTM) campus Patrocínio.

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia143007

Resumo

Acidentes por animais peçonhentos são um importante problema de saúde pública e estão incluídos pela Organização Mundial da Saúde na lista de doenças tropicais negligenciadas. O estudo objetivou descrever o perfil epidemiológico do agravo em Patrocínio, Estado de Minas Gerais, Brasil, entre janeiro de 2015 a dezembro de 2017. O estudo é retrospectivo, baseado em dados secundários de vítimas acometidas por acidente com animais peçonhentos, extraídos das fichas de Notificação Compulsória do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Neste período foram registrados 390 casos, a maioria causada por escorpiões (56.9%), seguida por serpentes (15.9%), aranhas (12.8%), abelhas (12,1%), e outros (2,3%). Com relação às vítimas, constatou-se o predomínio de homens (63,8%), em faixa etária economicamente ativa (65,4%), principalmente de zona rural (72,0%). As regiões anatômicas mais acometidas variaram conforme o animal agressor, sendo 98,2% de manifestações locais e 7,4% sistêmicas. A maioria dos acidentes não apresentou relação com trabalho. A maior parte dos acidentes foi considerada leve (92,1%), poucos pacientes necessitaram de soroterapia (15,6%) e 99,5% evoluiu para cura; um caso evoluiu para óbito devido a  picadas de abelhas. Este estudo fornece importantes informações regionais atualizadas que são fundamentais para o desenvolvimento de ações de vigilância e controle epidemiológico, além de contribuir para a disseminação de informação a  população e adoção de medidas preventivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arisnágela Vieira Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFTM) campus Patrocínio.

Acadêmica do curso técnico em Manutenção e Suporte em Informática integrado ao Ensino Médio.

Ana Luiza Borges de Paula Nunes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFTM) campus Patrocínio.

Mestre em Ecologia e Conservação dos Recursos Naturais.

Débora Cristina de Oliveira Silva Nunes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFTM) campus Patrocínio.

Doutora em Genética e Bioquímica

Downloads

Publicado

05-02-2019

Como Citar

SANTOS, A. V.; NUNES, A. L. B. de P.; NUNES, D. C. de O. S. EPIDEMIOLOGIA DOS ACIDENTES CAUSADOS POR ANIMAIS PEÇONHENTOS NO MUNICÍPIO DE PATROCÍNIO (MG), BRASIL (2015-2017). Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 14, n. 30, p. 82–94, 2019. DOI: 10.14393/Hygeia143007. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/44239. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos